#reforço – Azambuja deve convocar 70 novos delegados

0

O governador Reinaldo Azambuja anunciou nesta segunda-feira (18) que pretende nomear mais 70 novos delegados ainda no primeiro semestre. “Inicialmente seriam 30 novos delegados, mas diante da necessidade da Polícia Civil nós vamos nomear todos que completarem o curso de formação”, afirmou.

 

O anúncio foi feito durante visita aos alunos do Curso de Formação Policial da 8ª Turma de Delegados de Polícia Civil. Com a oferta de 30 vagas em concurso aberto em abril do ano passado, o Governo do Estado convocou 75 candidatos para a última fase. Reinaldo comunicou que serão nomeados todos os que forem aprovados no curso de formação.

 

Com índice de aprovação em cerca de 90%, pelo menos 70 novos delegados serão nomeados. A medida fará com que a segurança pública no interior do Estado seja reforçada, diminuindo o déficit na Polícia Civil do Estado. O novo efetivo será um reforço aos municípios que estão sem delegado de polícia ou que precisam de ampliação de efetivo. Mato Grosso do Sul possui 27 municípios sem delegados de polícia civil. “Nosso objetivo é reforçar a segurança pública. O Estado tem investido tanto na formação de policiais civis e militares quanto na aquisição de novos equipamentos”, disse. Atualmente, o Estado conta com 184 delegados de polícia.

 

O governador explicou que os investimentos do Estado em segurança pública têm refletido nas estatísticas. “Mato Grosso do Sul tem um dos maiores índices de elucidação de homicídios do País. Isso é fruto do trabalho da Polícia Civil. Temos uma das melhores policias do Brasil”, completou.

 

O último concurso da Polícia Civil recebeu 38,2 mil inscrições, quando foram oferecidas inicialmente 210 vagas, sendo 100 vagas para o cargo de Investigador de Polícia Judiciária, 80 para o cargo de Escrivão de Polícia Judiciária e 30 vagas para Delegado de Polícia. Em abril deste ano, o governador autorizou a abertura de processo seletivo para contratar mais 170 peritos.

 

O programa de investimentos MS Mais Seguro, lançado em julho de 2016, destinou mais de R$ 120 milhões para a estruturação das instituições ligadas à Segurança Pública. Os recursos foram investidos na compra de viaturas, armamentos, munições, equipamentos de proteção pessoal, convocação de efetivo e reestruturação da segurança pública em todas as cidades – entregas realizadas nas quatro etapas do Programa.

 

 

Foto: David Majella

Deixe uma resposta