PM vai investigar abuso policial contra jornalista após denúncia de sindicato
O Comando Geral da Polícia Militar vai abrir processo administrativo para apurar a denúncia feita pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul (Sindjor-MS) contra o abuso de autoridade na detenção do jornalista Mauro Silva, do jornal O Estado de MS, durante o desenvolvimento do trabalho de registro de um acidente de trânsito em Campo Grande.

Por meio nota, a PM informou que irá apurar os fatos e que reafirma seu compromisso com os princípios previstos na Carta Magna e com o dever de sempre servir, proteger e preservar os direitos individuais e coletivos, visando o bem comum.

Após o fato, o Sindjor-MS lançou uma nota em defesa do jornalista e de repúdio a atitude do policial envolvido, que cerceou a liberdade do profissional produzir seu trabalho jornalístico.

Fonte: Sindjor-MS

 

Veja a nota da PM:

Nota de esclarecimento à imprensa e à sociedade

Diante da veiculação de incidente envolvendo profissional de imprensa, durante atendimento de ocorrência de trânsito na capital, o Comando-Geral da Polícia Militar informa que foi determinada a abertura de Procedimento Administrativo para a devida apuração dos fatos.

A Polícia Militar, por meio de seu Comando-Geral, reafirma seu compromisso com a primazia dos princípios previstos na Carta Magna e com o dever de sempre servir, proteger e preservar os direitos individuais e coletivos, visando o bem comum.

Assessoria de Comunicação da PMMS

Deixe uma resposta