Procon autua bancos com várias irregularidades, entre elas descumprimento do tempo máximo para atendimento

0

Equipe da Superintendência  para Orientação e defesa do Consumidor (Procon/MS), órgão integrante da Secretaria de Estado de  Direitos Humanos,  Assistência Social e Trabalho (Sedhast), flagrou diversas irregularidades em bancos de Campo Grande, entre elas o descumprimento do tempo máximo para atendimento. A fiscalização se deu em razão de denúncias de consumidores e culminou na emissão de autos de infração a quatro agências e um correspondente bancário.

Os locais visitados foram: agências do Banco Santander da  rua Barão do Rio Brando 1 390 e da avenida Júlio de Castilhos 1 831, do Bradesco na rua Barão do Rio Branco 1 582 e  Caixa Econômica Federal da rua 13 de Maio 2 837 além da agência correspondente do Banco do Brasil na avenida Duque de Júlio de Castilhos 1 108, onde  encontrou problemas repetidos em relação ao atendimento.

Segundo o Procon, foram constatados, por exemplo, ausência entre outras coisas, de emissão eletrônica de senhas, de placas relacionadas ao tempo máximo permitido para atendimento e, em consequência, desobediência a esse tempo, além de  não existir indicação de atendimento prioritário para gestantes, lactantes, mães com crianças ao colo, idosos, portadores de necessidades especiais e autistas.

Durante a ação não foram encontrados, também,  exemplares do Código de Defesa do Consumidor para acesso dos consumidores, bem como ausência de  biombos que pudessem dar privacidade aos serviços presenciais nos caixas. Todas essas irregularidades configuram má prestação de serviços públicos considerados essenciais e necessários de acordo com a legislação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui