Presidente da ACS cobra imunização e desabafa: “nossos policiais estão morrendo”

0

O presidente da ACS (Associação e Centro Social dos Policiais Militares e Bombeiros Militares de Mato Grosso do Sul), cabo Mario Sérgio Couto, voltou a cobrar a inclusão dos servidores militares nos grupos prioritários de imunização contra a Covid-19.

Em vídeo divulgado em suas redes sociais, ele lembrou que um ofício, assinado pelas principais entidades representativas, foi protocolado na Governadoria com a solicitação, mas acabou ignorado.

“Não fomos atendidos. Nossos policiais estão morrendo ao combater o crime nas ruas. É um trabalho enérgico, que exige do PM, mesmo com proteção. Ele está sendo contaminado, intubado e indo a óbito”, desabafou.

Os casos de contaminação por Covid nas forças de segurança em Mato Grosso do Sul não param de crescer e têm feito vítimas. O caso mais recente foi o do 3° Sargento PM Messias Alves de Oliveira, nesta quinta-feira (18), que estava lotado no 5º Batalhão, em Coxim.

Segundo Couto, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros nunca paralisaram suas atividades. “Talvez, sejam as únicas instituições que mantiveram seu atendimento sem alteração, sendo até mesmo convocadas para trabalharem em barreiras sanitárias, no toque de recolher, nos locais de realização de exames para detectar casos da doença e escolta das vacinas”, apontou.

Por fim, ele ainda lançou um alerta: “Se o poder público não nos atender, tomaremos uma medida drástica, porque precisamos de resposta”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui