Abrigo de assassinos: após pedido de moradores, prefeitura desmonta boca de fumo no Cabreúva

0

Por meio da Secretaria de Assistência Social (SAS), a Prefeitura Municipal de Campo Grande desmontou o local que era frequentado por usuários de drogas e funcionava como boca de fumo, na Avenida Ernesto Geisel, no Cabreúva, em Campo Grande.

A ação ocorreu após reclamação de moradores sobre transtornos que eram obrigados a passar e sensação de insegurança que o local oferecia. Populares se manifestaram depois da morte do empresário Ronaldo Nepomuceno Neves, 48 anos, que foi imobilizado por grupo de quatro homens no espaço, que é conhecido como ‘chacrinha’, e depois levado até a Cachoeira do Céuzinho para ser assassinado.

Nesta sexta-feira (18), equipes da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep), Guarda Civil Metropolitana e Polícia Militar limparam entulhos que havia no espaço.

Há uma construção de madeira que foi mantida. Duas famílias que moravam por lá foram abrigadas temporariamente na a Escola Municipal Padre Tomaz Ghirardelli, no Parque Lageado.

Conforme populares, antigamente, no local funcionava uma associação, mas depois que as atividades foram encerradas, acabou servindo de abrigo para dependentes químicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui