Advogado que matou PM no trânsito tem liberdade concedida

Crime ocorreu na manhã de segunda-feira (19). Foto: William Leite arquivo

0

O advogado Helder da Cunha Rodrigues, preso por matar o policial militar Luciano Abel de Carvalho Nunes, 29 anos, no trânsito de Campo Grande, ganhou liberdade provisória no final tarde desta quarta-feira (28).

No entanto, o advogado terá de permanecer em casa, das 20h às 6h e não pode sair da cidade sem autorização judicial.

A decisão foi do juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande.

Crime

O Policial estava de folga e transitava de moto pela avenida Centaurea, quando foi atingido pelo advogado Helder da Cunha Rodrigues, que estaria trafegando pela avenida João Arinos, no Cidade Jardim, na manhã de segunda-feira (19).

Após o acidente, Helder fugiu a pé e foi achado perto da Depac Cepol. A Polícia Civil teria achodo uma garrafa de vodca pela metade no carro dele, um Cobalt. Ele foi submetido ao teste do bafômetro, que resultou em 0,76/mg/l.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui