Campo Grande está no topo da transparência, aponta CGU

0

A cidade de Campo Grande está entre as primeiras colocadas na Escala Brasil Transparente (EBT) – Avaliação 360°, divulgada nesta sexta-feira (12) pela Controladoria-Geral da União (CGU).

Apenas sete municípios alcançaram a nota 10. Entre as capitais, somente Campo Grande e mais duas cidades, Recife e João Pessoa, atingiram a nota máxima na avaliação.

O controlador-geral do Município, Luiz Afonso de Freitas Gonçalves destaca que o resultado é fruto de todo o trabalho que vem sendo desenvolvido pela Prefeitura ao longo dos últimos anos.

“Investimos muito em transparência, criamos e aprimoramos ferramentas para tornar os dados públicos acessíveis à população. Um exemplo é a criação do Portal Transparência COVID-19, ”, ressalta o controlador-geral.

O controlador-geral explica que a Administração está pronta para atender as normas impostas pelos órgãos de controle externo no que diz respeito à transparência.

“O Portal da Transparência está em constante evolução, vamos nos adaptando as demandas e aperfeiçoando cada vez mais este canal de extrema importância para a sociedade”, conclui Luiz Afonso.

Já o coordenador-geral da transparência, Arley Sandim, ressalta a evolução que a Capital obteve na última avaliação.

“Na primeira edição divulgada em 2018 pela CGU, Campo Grande ocupou o quarto lugar entre as capitais com a nota 9,64. Diante desse resultado o Portal passou por várias mudanças e melhorias para que hoje pudéssemos atingir a pontuação máxima”, destaca o coordenador-geral.

Segundo o diretor presidente da AGETEC, Paulo Fernando Cardoso, o prefeito determinou em 2017 que a tecnologia fosse eficiente para garantir não só a evolução e a integração dos sistemas, mas que todos os portais e ferramentas tivessem a máxima transparência e acessibilidade. “Essa conquista é resultado dessa decisão de gestão e do trabalho técnico dos servidores da área de tecnologia”, destacou.

Nesta segunda edição da avaliação, foram incorporados aspectos da transparência ativa como a verificação da publicação de informações sobre receitas e despesas, licitações e contratos, estrutura administrativa, servidores públicos, acompanhamento de obras públicas, entre outros requisitos.

A aplicação da EBT – Avaliação 360° ocorreu no período de 01 de abril a 31 de dezembro de 2020. Ao todo, foram avaliados 691 entes da federação.  As informações podem ser acessadas no endereço:

https://mbt.cgu.gov.br/publico/avaliacao/escala_brasil_transparente/66

Deixe uma resposta