Campo Grande é homenageada e reconhecida como uma das Tree Cities of the World, em tradução Cidades Árvores do Mundo, pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e pela Fundação Arbor Day. Apenas quatro cidades na América do Sul estão entre as primeiras no mundo a serem reconhecidas por seu compromisso com o manejo florestal urbano. No Brasil, as únicas são Campo Grande/MS e São Carlos/SP, além de Barranquilla na Colômbia e Quito no Equador.

 

“Quem nasceu em Campo Grande ou adotou a cidade para morar, dificilmente quer ir embora e um dos motivos é esta arborização.  Uma cidade grande, que preserva características de cidade do interior. Nosso projeto de requalificação do Centro, por exemplo, tem esta preocupação, com plantio de árvores de várias espécies. Ser reconhecido por este cuidado com a preservação ambiental é a certeza de que estamos no caminho certo, alinhando desenvolvimento e preservação do meio ambiente”, declarou o prefeito Marquinhos Trad.

 

Apenas 59 cidades em todo o mundo têm esse reconhecimento, desta forma, Campo Grande, passar a ser reconhecida internacionalmente como uma cidade que promove boas práticas na arborização urbana, que se preocupa com as suas árvores de maneira exemplar, um título de todos os campo-grandenses.

 

Essa inciativa surgiu durante o Fórum Mundial de Florestas Urbanas de 2018 na Itália, onde líderes mundiais lançaram o Desafio das Cidades Verdes e uma chamada de ação que incluía a adesão ao programa Cidades Árvores do Mundo, que tem como objetivo conectar as cidades ao redor do mundo em uma nova rede dedicada a compartilhar e adotar as abordagens mais bem-sucedidas para o gerenciamento de árvores e florestas comunitárias.

 

Para que a capital fosse reconhecida, foram apresentadas as boas práticas, legislação específica e ações que foram comprovadas e atestadas, demonstrando que Campo Grande se preocupa com a suas árvores, com o bem-estar da população e também das futuras gerações. Esse título é de grande relevância pois auxiliará na busca por recursos na área, além de motivar a administração e a população a estarem empenhados na manutenção desse título.

 

Para o secretário municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Luís Eduardo Costa, Campo Grande é uma capital diferenciada e especial por incentivar o desenvolvimento urbana aliado à preservação ambiental.

 

“As nossas árvores são componentes vitais para termos comunidades saudáveis e sustentáveis. E a arborização urbana promove uma melhor qualidade de vida. E esse reconhecimento nos mostra que estamos no caminho certo e que a população nos apoia ajudando na preservação das nossas árvores”.

 

De acordo com o superintendente de fiscalização e gestão ambiental, Gisseli Giraldelli, esse reconhecimento tem um significado inestimável.

 

“Por ser servidora de carreira na Prefeitura de Campo Grande, atuando na área ambiental, sei da luta diária e o quanto é difícil mudar a cultura das pessoas para essa temática, fazer com que o cidadão entenda quão importante é a arborização urbana. Além de sentir muita gratidão pelas árvores, por elas nos proporcionarem tantos benefícios e pela nossa gestão que incentiva e motiva as equipes de trabalho. Este é um trabalho de todos. Desta forma, nos sentimos lisonjeados em sermos reconhecidos como uma referência internacional”.

 

Pedro Mendes Castro, ex-presidente da Sociedade Internacional de Arboricultura (ISA), destaca a importância do título.

 

É mais um reconhecimento de que Campo Grande tem uma estrutura robusta para tratar de suas florestas urbanas, com boa equipe, orçamento, legislação, conhecimento do estado em que as árvores se encontram além da divulgação dos trabalhos celebrado através do Dia da Árvore. Então é também mais uma forma de estimular outras cidades a adotarem programas de implantação e manutenção de florestas urbanas que sem dúvida são parte importante da resiliência das cidades e do combate ao aquecimento global e mudanças climáticas”.

 

Dentre as cidades que também receberam o título Tree Cities of the World estão Paris, Turin, Milão, Madri, Nova Iorque, Washington, São Francisco, Atlanta, Toronto, Auckland e Guadalajara.

 

 

Tree Cities of the World

 

Sua visão é conectar cidades ao redor do mundo em uma nova rede dedicada a adotar as abordagens mais bem-sucedidas para o gerenciamento de árvores e florestas urbanas. Para obter esse reconhecimento, cada cidade atendeu a cinco padrões principais de manejo florestal urbano.

 

A Sociedade Brasileira de Arborização Urbana como um capítulo da ISA, trabalha intensamente desde a década de 1980 para melhorar a ciência e a prática das florestas urbanas e conectar as pessoas em torno do problema. Campo Grande é uma das cidades brasileiras conhecidas pela pujança da sua Floresta Urbana e pela valorização do papel das árvores pelos seus gestores e população.

 

As árvores fornecem vários benefícios para uma cidade quando plantadas e mantidas adequadamente. Eles ajudam a melhorar o apelo visual, aumentam os valores das propriedades, reduzem os custos de amenização climática, removem poluentes do ar e fornecem habitat à vida selvagem, entre muitos outros benefícios.

 

“Parabenizamos as primeiras cidades a serem reconhecidas para 2019, nosso ano inaugural”, disse Hiroto Mitsugi, diretor geral assistente da FAO. “Juntas, essas Cidades em Árvores formam uma nova rede global de líderes florestais urbanos que compartilham os mesmos valores para árvores e florestas da cidade. Estamos orgulhosos de reconhecer essas cidades por suas ações em direção a lugares mais saudáveis e ecológicos para se viver.”

 

Agora, mais do que nunca, árvores e florestas são um componente vital de comunidades saudáveis, habitáveis ​​e sustentáveis ​​em todo o mundo. O programa Cidades do Mundo está empenhado em inspirar cidades e vilas a cuidar e celebrar seu dossel urbano. Faça parte desta nova rede global de cidades e obtenha reconhecimento internacional por sua liderança em florestas urbanas e comunitárias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui