Com ‘dimdim’ garantido, ‘Azamba’ autoriza licitação para levantar Hospital de Dourados

0
58

Nesta sexta-feira (24.11), o governador Reinaldo Azambuja autorizou o processo licitatório para a obra e publicou o aviso de licitação em Diário Oficial. “Temos toda a equação financeira resolvida; o recurso já está garantido”, afirmou ele em agenda pública em Dourados.

 

De acordo com o governador, a estimativa de investimentos na primeira etapa da obra é de mais de R$ 35 milhões. Ao todo, o valor global pode chegar a R$ 59 milhões – somadas as duas etapas do HRGD com a construção do anexo que abrigará o Centro de Diagnósticos de Dourados.

 

“Temos R$ 15 milhões que o deputado Geraldo Resende conseguiu através de emendas federais; mais R$ 4,9 milhões de emenda do, então deputado, Marçal Filho, que conseguimos recuperar graças ao trabalho do Geraldo; temos apoio do senador Waldemir Moka, que colocou R$ 7,6 milhões para edificação do hospital; do deputado Dagoberto Nogueira, que aplicou mais R$ 3,7 milhões; e temos mais R$ 6,9 milhões que é do Centro de Especialidades; além disso, temos mais R$ 21 milhões que serão aplicados de recursos próprios do Governo do Estado. Então, temos todo o desenho financeiro equacionado”, anunciou Reinaldo Azambuja.

 

 

Depois da conclusão da 1ª etapa, a unidade já estará à disposição de pacientes de toda a região da Grande Dourados, Conesul e faixa de fronteira de MS.

Conforme projeto da primeira etapa do HRGD, a unidade especializada terá 100 leitos e três blocos, distribuídos em: pronto atendimento de pacientes, tomografia, raio-x, endoscopia, ultrassonografia, centro cirúrgico e UTI pediátrica e para adultos (Bloco 1); farmácia, nutrição, dietética, higiene e limpeza (bloco 2); e lavanderia, central de resíduos e necrotério (bloco 3). Serão 7.547,77 metros quadrados de área construída.

 

Depois da conclusão da primeira etapa, a unidade já estará à disposição de pacientes de toda a região da Grande Dourados, Conesul e faixa de fronteira de Mato Grosso do Sul, contemplando 34 municípios. O Hospital Regional da Grande Dourados será ponto de atenção, prioritariamente, da Rede de Atenção às Urgências e Emergências, da Rede de Atenção às Pessoas com Doenças Crônicas e da Rede da Pessoa com Deficiência. A unidade de referência terá perfil assistencial de hospital geral, que priorizará as linhas de cuidados de urgência/emergência, cardiologia, nefrologia, oftalmologia e cirurgia geral.

 

“A obra do Hospital Regional da Grande Dourados é emblemática para atendermos a assistência hospitalar. Junto com o Governo do Estado, idealizamos também a construção do mais moderno centro de diagnóstico do Centro-Oeste para que tenhamos, no mesmo local do HRGD, todos os exames laboratoriais e exames de imagens, para que os usuários do SUS [Sistema Único de Saúde] não tenham que ficar perambulando de um local para outro à procura de exames que auxiliam o diagnóstico médico e melhora o atendimento de saúde”, reforçou o deputado federal Geraldo Resende.

 

Foto: Chico Ribeiro