Com medo do Coronavírus, detentos fazem greve de fome e pedem prisão domiciliar

0

Eles pedem ao Tribunal que lhes conceda prisão domiciliar, uma vez que atualmente não há entrada nas prisões.

 

Quatro homens que estão presos na 28ª Delegacia de Polícia de Mora Cué, Luque (Paraguai), decidiram entrar em greve de fome, exigindo medidas cautelares da corte da cidade, porque têm medo de pegar o vírus Covid-19.

 

Os Detentos informaram ao comissário Silvio González, por carta, que estão preocupados, pois não há entrada nas prisões do país e ninguém lhes dá uma solução. Ao mesmo tempo, esclarecem que nada têm contra os oficiais e o próprio comissário.

 

Os presos foram identificados como Victor Manuel Martínez García, Eder González e Héctor David Esquivel Mendoza, que estão lá por diferentes atos puníveis. Eles, em contato com uma estação de rádio local em Luque, afirmaram que querem que eles se beneficiem da prisão domiciliar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui