Com queda no pico da Covid-19, laboratórios baixam em até 41% preços de testes 

0
A medical staff member wearing a protective facemask and a suit, collects samples of a patient arriving at a medical centre, in Paris, testing patient potentially contaminated by the COVID-19, the novel coronavirus, on April 1, 2020, during a strict lockdown in France aimed at curbing the spread of the COVID-19 infection, caused by the novel coronavirus. Bertrand GUAY AFP (Photo by Bertrand GUAY / AFP)

Talvez se vendo obrigados para não criar estoque sem chance de venda, já que estudo recentemente mostrou queda no pico da Covid-19, laboratórios de Campo Grande reduziram em até 41% o preço dos testes. 

A informação é do Procon e faz parte de pesquisa realizada no dia 28 de setembro que  esclarece aos consumidores preços praticados pelos laboratórios. Segundo o órgão, os preços são livres, mas por se tratarem de produtos e serviços que envolvem a saúde, o grau de confiabilidade do laboratório a ser escolhido também deve ser levado em consideração.

Foram analisados preços de três tipos de testes, com base no levantamento que havia sido feito em julho deste ano.

PCR

Teve a maior evolução de 22,50% para menos no laboratório LBD Laboratório Bio Diagnostic, onde o preço teve uma redução de R$ 400,00 para R$ 310,00.

A maior evolução de 3,33% para mais, no Hospital PRONCOR, onde houve um aumento no preço de R$ 300,00 para R$ 310,00.

Já no exame sorológico, a maior evolução de 41% foi para menos, no laboratório DNA Laboratório Labneo, onde o preço caiu de R$ 340,00 para R$ 200,00.

Enquanto a maior evolução de 13,33% para mais foi no laboratório Ultramedical, onde o preço subiu de R$ 300,00 para R$ 340,00.

Teste Rápido 

A maior evolução de 42,45% para menos foi na farmácia Pague Menos, onde o preço caiu de R$140,00 para R$79,99. Não houve maior evolução para mais, já que os preços se mantiveram idênticos aos analisados na última pesquisa. 

O Procon orienta que caso a pessoa já esteja com sintomas da doença, ela procure atendimento com um médico, que irá indicar o exame mais adequado naquele momento.

Denúncia de má prestação de serviço ou relacionada a preços, pode entrar em contato pelo telefone: Canal de Denúncias 156 opção 2 para registrar a reclamação.

Redução 

Estudo matemático divulgado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) no final de setembro apontou redução de 22,06% no pico de contágio do novo coronavírus, no Estado. 

O número de pacientes internados em leitos clínicos reduziu em sete dias de 271 para 240. Internados Unidade de Terapia Intensiva (UTI) caíram de 230 para 219. O estudo foi feito entre 14  e 21 de setembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui