Comparsa de criminoso morto em perseguição após roubo de celular também morre 

0

Anderson Carlos Guimarães Monari, 20 anos, apontado como o comparsa de Paulo Henrique Sanca Freitas, 21 anos, em roubo de celular que culminou em perseguição policial também morreu em decorrência do acidente. A morte dele ocorreu ontem (19), na Santa Casa de Campo Grande. 

Anderson estava na garupa da moto que era conduzida por Paulo Henrique. Na madrugada desta terça-feira, militares saíram em diligências depois de receberem denúncia de que uma dupla cometia roubos pela região do bairro Canguru, na saída para São Paulo. Ao se depararem com os suspeitos, policiais deram ordem de parada com alerta da sirene, mas não foram atendidos e os assaltantes passaram a atirar na viatura. 

Houve troca de tiros, perseguição e em determinado momento Paulo Henrique perdeu o controle da direção e bateu no meio-fio, em seguida em poste de iluminação pública. Ele morreu no local. Anderson chegou a ser socorrido, mas não resistiu devido a múltiplas fraturas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui