Conselho Nacional de Justiça inocenta desembargadores de MS

0

Na tarde desta terça-feira (6), a AMAMSUL tomou conhecimento da decisão do Corregedor Nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, que determinou o imediato arquivamento dos procedimentos, instaurados em agosto de 2017, contra os desembargadores José Ale Ahmad Neto e Ruy Celso Barbosa Florence, que visavam apurar eventual irregularidade nas decisões proferidas no processo em que Breno Solon Borges é acusado de tráfico de entorpecente.

 

Para o ministro Noronha, não houve nenhuma irregularidade nas decisões proferidas pelos desembargadores, seja nas sessões de julgamento, seja de forma monocrática. Da mesma forma, o Ministro enalteceu a alta qualificação acadêmica e intelectual dos magistrados envolvidos e afirmou a total regularidade e transparência do sistema de distribuição processual do Tribunal de Justiça.

 

Assim, mais uma vez, a AMAMSUL reafirma sua confiança nos membros da magistratura sul-mato-grossense, composta por profissionais probos que não medem esforços para distribuir justiça aos que batem à porta do Poder Judiciário, e cumprimenta, publicamente, os desembargadores Ruy Celso Barbosa Florence e José Ale Ahmad Neto, pelo reconhecimento de que suas ações e carreiras sempre foram pautadas pela absoluta honestidade, transparência, muito trabalho e coerência com seus posicionamentos e com o ordenamento jurídico.

 

Fernando Chemin Cury

Presidente da Amamsul

Deixe uma resposta