Coronel Ibis rebate PM youtuber: Trata-se de uma ação leviana em um ano eleitoral

0

De acordo com o processo do qual Gabriel foi alvo internamente, na manhã do dia 23 de outubro do ano passado, o agente se passou por um estudante da PUC para conseguir falar com o coronel Ibis na Alerj

 

O coronel Ibis Silva Pereira, que foi comandante-geral da Polícia Militar em 2014, emitiu uma nota e rebateu as acusações feitas pelo soldado da PM Gabriel Luz Monteiro de Oliveira. Na manhã desta quinta-feira, o militar, que é lotado no 34º BPM (Magé), mas atualmente cumpre função na Diretoria Geral de Pessoa (GGP), perdeu o porte de arma e o direito à identidade funcional da corporação após tratar o coronel “de forma desrespeitosa, em pelo menos duas ocasiões”, no local de trabalho dele, “oficial superior da reserva remunerada”, tendo inclusive filmado-o “sem autorização”.

 

“Questões internas das corporações militares não devem ser comentadas publicamente por seus agentes. De qualquer maneira, um policial que acusa o outro sem fundamento e materialidade joga contra a memória e honra da corporação. Trata-se de uma ação leviana, descomprometida com o bem da instituição, em busca de holofotes em um ano eleitoral”, disse o coronel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui