Crise de hipoglicemia mata figura emblemática da Capital “Paulo do Radinho”

0

Figura emblemática de Campo Grande, “Paulo do Radinho” faleceu, aos 61 anos de idade, neste domingo (30), no Hospital do Pênfigo, em decorrência de complicações causadas por crise de hipoglicemia, provocada pela queda vertiginosa das taxas de açúcar no sangue.

Paulo César da Silva Baptista fez história na cidade pela alegria demonstrada ao dançar segurando seu inseparável radinho, na Avenida Afonso Pena. 

Ele geógrafo e era servidor aposentado da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul que em nota manifestou pesar. “Com muita tristeza, nós da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, comunicamos o  falecimento do nosso colega e servidor aposentado, Paulo César da Silva Baptista, mais conhecido como Paulo do Radinho. A todos os amigos e familiares, manifestamos toda a nossa solidariedade”. 

“Paulo do Radinho” era natural de Uruguaiana, Rio Grande do Sul. Divorciado, ele deixa três filhos e dois irmãos. 

Deixe uma resposta