Dia dos Finados: Procon encontra produto 662% mais caro de um estabelecimento para outro 

0

Com a  aproximação da data consagrada às homenagens às pessoas falecidas e diante da tradição da população em relação à aquisição de produtos que, de alguma forma, sirvam para homenagear pessoas que já deixaram o convívio, a Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão integrante da Secretaria de Estado de  Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho–Sedhast, realizou  pesquisa de preços envolvendo estabelecimentos especializados floriculturas e mercados. 

O trabalho da equipe da Pesquisa foi realizado no período de 21 a  23 de outubro em curso com levantamentos e 13 endereços diferentes  sendo 10 floriculturas e 3 mercados. Em se falando de floriculturas, a diferença percentual mais acentuada,  662,71 por cento, diz respeito a vaso pequeno de Violeta, produto que pode ser encontrado na  Pantanal Garden Center localizado na avenida Mascarenhas de Moraes  3 157 no Monte Castelo por R$ 5,90 enquanto é vendido na floricultura Flor do Campo, da rua Rui Barbosa 1526 no Monte Líbano por R$ 45,00.  

Nesse caso, a menor variação de preços ficou em 16,67 por cento para a coroa de flor natural em tamanho  médio. Este item custa R$ 350,00 no Cantinho das Flores, rua Pedro Celestino, 3678 – Monte Líbano e na Marrocos na avenida Mato Grosso 1312, no  centro, enquanto nas  floriculturas Holanda (rua Ceará  2 205 – Jardim dos Estados),  Pequena Flor (rua Padre João Crippa  1898 – centro),  Nicareta (avenida Mato Grosso 1245 – Centro) e  Silvestre (av. Mato Grosso, 1271- Centro) o preço é R$ 300,00. 

Com relação aos mercados a maior  variação – 166,85 por cento – ficou com a calandiva (média) que, no  Comper Ypê na avenida Mascarenhas de Moraes custa R$ 23,99 enquanto no Carrefour na  avenida  Afonso Pena o valor para venda é de  R$ 8,99. Já  o menor índice registrado foi de 15,40 por cento para o girassol em vaso pequeno, vendido no Comper por R$ 12,99 e no Extra (rua Maracaju 1 427 – centro) por R$ 14,99. 

O trabalho da equipe do Procon Estadual se completou com o realização de comparativo entre os preços encontrados na pesquisa anterior (de  2 019) com a atual. Dos 32 produtos comparados por apresentarem as mesmas características, nos dois anos em questão, nas floriculturas 23 tiveram aumento que  atingem 57,88% e 09 deles sofreram decréscimo de até – 29,91%. Já nos mercados, dos 10 produtos comparados, 7 tiveram aumento, sendo 40,68% o maior e 03 deles sofreram decréscimo com registro de – 23,34%. Os itens comparados anualmente são aqueles que mantém a mesma apresentação (tamanho, peso e medida) de um ano para outro. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui