Em pleno pico da Covid-19 e sem 13º, enfermeiros param atendimentos na Santa Casa

0
Foto: Vinicius Costa

Em pleno pico da segunda e mais forte onda de contágio da Covid-19 e sem receber o 13º salário, cerca de 200 enfermeiros da Santa Casa de Campo Grande paralisaram as atividades na manhã de hoje (22) para manifestação em frente ao hospital. 

Mesmo com funcionários parados, os sindicatos dos trabalhadores garantiram que cerca de 40% do efetivo continuam trabalhando para manter os serviços essenciais.

Um dos organizadores da manifestação, o presidente do Siems (Sindicato dos Enfermeiros de Mato Grosso do Sul), Lázaro Santana, disse que todos os profissionais da Santa Casa estão sem receber, inclusive, a primeira parcela, que deveria ter sido paga no dia 30 de novembro. 

Ele pediu para que os manifestantes continuem em frente ao hospital de braços cruzados até a próxima assembleia, que está prevista para às 13h.

O diretor-presidente da Santa Casa, Heitor Freire, chegou ao hospital e foi vaiado. 

Aos manifestantes ele explicou que o dinheiro para o pagamento já está na conta do hospital, mas ainda não foi realizado por questões burocráticas.

 

(Com informações Top Mídia)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui