“Fomos a Nova Iorque plantar o futuro”, avalia governador ao dizer que MS entrou no radar do mundo

0
51
“Fomos a Nova Iorque plantar o futuro”, avalia governador ao dizer que MS entrou no radar do mundo

Depois de uma semana intensa de reuniões e eventos em Nova Iorque, no MS Day Internacional, o governador Eduardo Riedel avaliou os benefícios e conquistas que trouxe para Mato Grosso do Sul. Ele citou que o Estado chamou a atenção do mercado internacional, ao entrar em evidência e no radar das grandes empresas e instituições financeiras.

Riedel aproveitou a oportunidade para apresentar os projetos estruturantes (Estado) que vão seguir para concessão e PPP (Parceria Pública-Privada), investimentos em diversos setores, como infraestrutura, celulose e bioenergia, e que somados chegam quase a R$ 30 bilhões.

“Fomos a Nova Iorque plantar o futuro. Somos um Estado que tem a segunda maior capacidade de investimento no Brasil, ambiente positivo de negócios, ativo ambiental e índice positivo em diferentes setores. Isto chamou a atenção dos investidores nacionais e internacional, pois estamos em outro patamar e queremos colocar o Estado em outra dimensão”, afirmou o governador.

Governador apresenta balanço do MS Day Internacional

Projetos estruturantes

O governador aproveitou a oportunidade de estar no centro comercial e financeiro do mundo para apresentar os projetos estruturantes do Estado, que ultrapassam R$ 27 bilhões. Eles vão seguir a leilão para concessões ou PPPs (Parceria Pública-Privada) em diferentes setores, como modais de transporte, saúde e meio ambiente.

Governador apresentou balanço das reuniões em Nova Iorque

A carteira de projetos em estruturação no Escritório de Parcerias Estratégicas (EPE) com ações voltadas ao desenvolvimento em logística no Estado são: concessão das rodovias, estimada em 8,7 bilhões em investimentos privados, além da concessão de um porto e aeroportos regionais, cujos investimentos estimados são de R$ 631 milhões.

Outro eixo estratégico estudado pelo governo são as unidades hospitalares que abrangem as quatro macrorregiões de saúde, totalizando R$ 16,6 bilhões de investimentos. Os estudos envolvem hospitais de Campo Grande, Dourados, Coxim, Três Lagoas e Corumbá.

Com investimento previsto de R$ 1 bilhão, o Escritório de Parcerias Estratégicas realiza estudos de concessão para o Parque das Nações Indígenas, incluído o Bioparque Pantanal e Parque Estadual do Prosa.

Neste pacote estão as rodovias BR-262 (Campo Grande a Três Lagoas), BR-267 (Bataguassu a Nova Alvorada) e MS-040 (Campo Grande a Bataguassu). “Todos os leilões serão na B3, em São Paulo, para participação dos players internacionais. Ao apresentar as oportunidades em Nova Iorque, entramos no radar internacional”, afirmou o governador.

Governador durante evento em Nova Iorque (Foto: Divulgação)

Encontros

O governador detalhou que a comitiva do Mato Grosso do Sul participou dos encontros oficiais que faziam parte do “Brazilian Week”, entre eles o Lide (Fórum Lide Brazil Investment 2024) e o Seminário do Valor Econômico (Summit Valor Econômico Brazil – USA), sendo mais uma oportunidade de apresentar as potencialidades do Estado.

Também promoveu eventos específicos para reunir empresários de diferentes setores. “No domingo (12) promovemos um jantar com mais de 150 empresários de diferentes setores, com empresas de países como China, Índia e Estados Unidos. Já na quinta-feira (16) recebemos empresários do setor de infraestrutura. Chamamos atenção de pelo que temos a oferecer, reforçar nossos projetos estruturantes e trazer novas empresas”.

Foram feitas ainda reuniões particulares com empresas e instituições financeiras importantes, entre elas com Bank of América, BTG Pactual, JP Morgan, Banco J. Safra, XP Investimentos, Citibank, entre outras.

Governador participou de reuniões com empresários e bancos (Foto: Divulgação)

Semana de trabalho

O Governo de Mato Grosso do Sul, em parceria com a Fiems, realizou o MS Day Internacional, em Nova Iorque, entre os dias 12 e 17 de maio de 2024.

O evento fez parte da Brazilian Week, semana com discussões sobre desafios do cenário internacional e da economia brasileira. Foram quatro meses de preparação para a agenda formada por reuniões com instituições bancárias, fundos de investimento, empresários globais e câmaras de comércio. A apresentação de projetos foi em torno, principalmente, das áreas de meio ambiente e infraestrutura, incluindo, rodovias e ferrovias.

Leonardo Rocha, Comunicação do Governo de MS
Fotos: Saul Schramm

 

Fonte: Agencia de Notícias – MS