Força-tarefa destrói 342 toneladas de maconha no valor de 13 milhões de dólares

0
49

Uma ação conjunta entre a SENAD, as Forças Armadas e o Ministério Público do Paraguai, que conta com a colaboração da Polícia Federal do Brasil, tem provocado grandes golpes financeiros ao crime organizado em Amambay. Mais de 342 TONELADAS DE CANNABIS, no valor de mais de 13 MILHÕES DE DÓLARES, foram retiradas de circulação durante os ataques.

 

Os 87 CAMPOS escondidos nas florestas, os caminhos que levam a essas estruturas e centros de armazenamento foram localizados a pé, em roteiros de patrulhas formadas por Agentes Especiais e Membros das Forças Especiais da SENAD. O sobrevoo com helicópteros da Força Aérea nas zonas, mostram aquelas parcelas cuja entrada pela terra é complicada. Cerca de 49 deles foram totalmente destruídos.

 

Enquanto os 114 HECTARES da droga erradicada chegam a cerca de 342 TONELADAS da erva retirada de circulação. Com relação ao fluxo de cannabis já prensado, cerca de 915 KILOS foram detectados e incinerados. Os passeios também permitiram encontrar e eliminar um total de 765 KILOS OF SEEDS OF CANNABIS.

 

A droga picada, que já sofreu o processo de trituração e separação entre o material útil e o que foi descartado, foi localizada sobre tendas para secagem ao sol. No total, todos os montes de cannabis picada atingiram um peso total de 93 mil KILOS.

 

Aliança I, expansão da luta contra o cultivo de maconha, está prevista para chegar até quinta-feira. Então os 13 MILHÕES de DÓLARES de danos causados ​​ao tráfico de drogas, ainda é um fato preliminar, que pode ser aumentado muito mais durante esta semana. Esta operação é um reflexo dos acordos de cooperação entre a SENAD e a Polícia Federal brasileira, que visam efetivamente danificar as estruturas do narcotráfico e impedir a circulação conjunta de grandes volumes de narcóticos na região.