Garota de programa é morta após negar serviço e chamar homem de feio em Campo Grande

0
238

Cristiane Eufrásio Millan, 42 anos, lutou com seu agressor antes de ser brutalmente assassinada no último sábado (20), segundo informações da polícia. Ela ainda conseguiu ferir Sergio Guenka, de 52 anos, antes de ser morta com pelo menos 30 facadas.

O crime aconteceu na casa do autor, na Rua Presidente Vargas, no bairro Santo Antônio, em Campo Grande. Sergio informou o crime para sua irmã apenas na manhã desta segunda-feira (22), após ficar dois dias com o corpo.

Após a ligação da irmã, ela foi ao endereço de Sergio e encontrou Cristiane morta, no quarto dele. Ela estava caída no chão do quarto, seminua, apenas com calcinha.

Segundo informações de vizinhos, Cristiane não morava no local. Aos policiais, Sergio informou que a mulher seria garota de programa.

Na versão apresentada à polícia, Cristiane chegou ao endereço, tirou a roupa, mas disse que não ficaria com ele por ser muito feio. Irritado, Sergio pegou uma faca e desferiu diversos golpes em todo o corpo da vítima.

A irmã de Sergio acionou a polícia. Segundo ela, o irmão tem problemas psicológicos e estava internado no CAPS (Centro de Atendimento Psicossocial).

A Polícia Militar está no local, preservando a cena do crime, aguardando a perícia. Sergio deve ser preso e encaminhado à Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).