Inscrições abertas para a terceira edição do Repórter Júnior

O Projeto de Extensão Repórter Júnior realizará a cobertura do Integra UFMS e alunos(as) e professores(as) de colégios públicos e privados de Campo Grande podem se inscrever.

0

Criado com raízes Educomunicativas e a crença fiel de que a educação é a maior potencializadora de mudanças sociais, o Repórter Júnior estimula o protagonismo de estudantes na cobertura jornalística de eventos. É um Projeto de Extensão do Curso de Jornalismo da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Esse ano a cobertura será do Integra UFMS, tendo inscrições abertas até o dia 14 de setembro através do link.

A Educomunicação, baseada nos princípios de Paulo Freire e um dos alicerces do projeto, é uma área transdiscursiva, dialógica, e de interface entre educação e comunicação. Thayná Oliveira, mestranda em Comunicação pela UFMS, entende a Educomunicação como sendo “responsável pelo estudo, análise e a prática dos meios de comunicação em processos educativos, e também pelo desenvolvimento crítico da população frente à esses meios”. Ela acredita que o Repórter Júnior coloca a Educomunicação em prática ao propor o diálogo em evidência e dar protagonismo aos estudantes, além do aprendizado acontecer de forma bilateral, ou seja, tanto os estudantes inscritos quanto os organizadores ensinam e aprendem mutuamente. 

A professora e coordenadora do projeto, Rose Mara Pinheiro, dá seu depoimento ao Manchete Popular. Com muita criatividade e dedicação, ela compartilha que “esta será a terceira edição do projeto e tem sido uma experiência muito positiva e gratificante. A expectativa é que a gente consiga inovar e que seja um sucesso, como nos anos anteriores. Este ano estamos ampliando a participação para as escolas particulares e temos um apoio muito importante dos alunos da graduação, voluntários e bolsistas, da pós-graduação e da EJ [Empresa Júnior] BRAVA”.

Rose expõe também que o projeto é muito significativo, pois incentiva o protagonismo de todos os alunos envolvidos, não só os de ensino fundamental e médio, mas também da graduação e da pós graduação. “É uma experiência envolvente e construída a muitas mãos. Acredito muito nessa dinâmica, do aluno compartilhando conhecimento com seus colegas, aprendendo na prática sobre a produção jornalística educomunicativa, ainda mais numa sociedade com tanta desinformação e fake news. A experiência do virtual é muito desafiadora, mas também muito enriquecedora”, complementa. 

Reprodução/ Print do vídeo da TV UFMS sobre o Repórter Júnior com as instruções de como se inscrever.

Sobre o evento e o projeto

O Integra UFMS é o maior evento de Ciência, Tecnologia, Inovação e Empreendedorismo do estado de Mato Grosso do Sul. Acontece desde 2017 reunindo projetos dos mais variados campos de pesquisa, ensino, cultura e esportes e está marcado esse ano para os dias 5 a 10 de outubro, de maneira remota, se adaptando ao contexto atual e respeitando o isolamento e distanciamento social.

Para participar do Repórter Júnior é preciso ser aluno(a) ou professor(a) de escolas da rede pública ou particular de Ensino Fundamental e Médio de Campo Grande (MS). A respeito das atividades, serão elas: 

  1. Apuração, redação, edição e publicação de textos e posts sobre as atividades do evento;
  2. Registro fotográfico e audiovisual;
  3. Entrevistas com participantes, professores, pesquisadores e acadêmicos;
  4. Acompanhamento e auxílio durante todo o processo de produção jornalística.

Por conta das adaptações do evento para o meio digital, é preciso que os inscritos tenham acesso à internet e possuam algum aparelho tecnológico que permita a participação em reuniões, oficinas e coberturas on-line. Antes do evento, a EJ BRAVA, Empresa Júnior de Comunicação da UFMS, realizará oficinas, também on-line, com o intuito de preparar os participantes. As capacitações serão em: vídeo, telejornalismo, texto e fotografia e mídias sociais. Para mais informações é possível acessar o edital.

Os trabalhos inscritos no Integra serão apresentados através de dispositivos digitais. As produções jornalísticas dos repórteres juniores serão feitas com base nesses materiais e os resultados obtidos pelos participantes do Projeto de Extensão serão divulgados na página do Integra UFMS e compartilhados nas redes sociais do evento e institucionais. Também circularão pela Rádio Educativa 99.9 UFMS e na TV UFMS.

Reprodução/ Publicação na página do Repórter Júnior no Instagram: @reporterjunior.

A importância

A acadêmica do segundo semestre de jornalismo, Mariana Gomes de Lima (18), foi umas das inscritas no Repórter Júnior no ano passado, realizando a cobertura da 71ª Reunião Anual da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), evento sediado pela UFMS em 2019. Ela conta que o projeto foi um divisor de águas na escolha da sua graduação, servindo de grande inspiração e influência. “A experiência de poder participar do Repórter Júnior e cobrir um evento tão grande e bonito, como foi a SBPC ano passado, foi surreal, porque jamais imaginei que eu, uma aluna de escola pública, de ensino noturno e com diversas dificuldades para ter acesso à esse tipo de conteúdo, teria a oportunidade de cobrir um evento tão grande. Do começo ao fim foi muito inacreditável para mim, que eu estava dentro da universidade, exercendo um trabalhando e conhecendo a vida de um jornalista. Foi incrível e me inspirou muito”, relata a estudante.

Além disso, Mariana ressalta que o Repórter Júnior atuou como uma ponte entre ela, o trabalho Educomunicativo e o jornalismo. Ela se surpreendeu com o protagonismo que foi dado à ela, tendo todo apoio e instrução necessários, mas sem nunca ter sua liberdade limitada para escolher o que e como ela gostaria de abordar. Mariana considera esse momento o seu encontro com o jornalismo e revela: “abriu meus horizontes para que eu pudesse perceber que o jornalismo já estava enraizado em mim”.

Fernanda Feliciano (20), acadêmica do sexto semestre de jornalismo e Diretora de Gestão de Pessoas da EJ BRAVA, participou da organização do projeto e considera a experiência tão rica que está participando novamente esse ano. Ela manifesta que conseguiu entender como o jornalismo pode impactar as pessoas e gostou de ter a oportunidade de mostrar aos outros como essa área é apaixonante. “Eu vi que eu podia ensinar coisas para as pessoas e que elas podem se apaixonar pelas coisas que eu sou apaixonada”, conta Fernanda. 

Na visão dela, essa é uma oportunidade única para ambos os lados, experimentar o mundo da universidade e ter a troca com alunos com realidades distintas, vendo que eles “já são jornalistas incríveis”. Além de ter efeitos positivos em cada um, a diretora acredita que “o projeto impacta muito a BRAVA, no sentido de estarmos cumprindo a nossa missão de democratizar a comunicação e entender o impacto que ela pode ter na vida das pessoas”.

Contato

Email: agecom@ufms.br

Instagram: @reporterjunior

Edital: link 

Inscrições de 2 a 14 de setembro através do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui