Mais de R$ 1,5 milhão foram apreendidos na casa de Conselheiro e chefe de gabinete do TCE-MS

0

O Conselheiro do Contas do Estado de Mato Grosso do Sul (TCE-MS) Ronaldo Chadid teve cerca de R$ 1 milhão apreendidos na casa onde mora, em Campo Grande, na operação Mineração de Ouro deflagrada ontem pela Polícia Federal. Além de dólares, euros e libras. 

O total apreendido ontem (8) foi de cerca de R$ 1,6 milhão. O restante foi encontrado na residência da assessora Thaís Xavier Ferreira da Costa. 

Segundo o site O Antagonista, Chadid é investigado com outros dois conselheiros por esquema de fraudes em licitações, superfaturamento de obras e desvio de recursos públicos 

Na decisão que autorizou a operação, a Polícia Federal identifica Thaís como beneficiária de transferência de Chadid que somam mais de R$ 950 mil, entre 2015 e 2019.

Ao todo, 20 pessoas são investigadas. Além de Chadid, foram alvo de mandados os conselheiros Waldir Neves e Osmar Jerônimo. O Ministério Público Federal acusa os integrantes do tribunal de defenderem contratos de coleta de lixo da empresa GC Solurb, em troca de propina.

Deixe uma resposta