Mais de R$ 1,5 milhão foram apreendidos na casa de Conselheiro e chefe de gabinete do TCE-MS

0

O Conselheiro do Contas do Estado de Mato Grosso do Sul (TCE-MS) Ronaldo Chadid teve cerca de R$ 1 milhão apreendidos na casa onde mora, em Campo Grande, na operação Mineração de Ouro deflagrada ontem pela Polícia Federal. Além de dólares, euros e libras. 

O total apreendido ontem (8) foi de cerca de R$ 1,6 milhão. O restante foi encontrado na residência da assessora Thaís Xavier Ferreira da Costa. 

Segundo o site O Antagonista, Chadid é investigado com outros dois conselheiros por esquema de fraudes em licitações, superfaturamento de obras e desvio de recursos públicos 

Na decisão que autorizou a operação, a Polícia Federal identifica Thaís como beneficiária de transferência de Chadid que somam mais de R$ 950 mil, entre 2015 e 2019.

Ao todo, 20 pessoas são investigadas. Além de Chadid, foram alvo de mandados os conselheiros Waldir Neves e Osmar Jerônimo. O Ministério Público Federal acusa os integrantes do tribunal de defenderem contratos de coleta de lixo da empresa GC Solurb, em troca de propina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui