Massagista teve ajuda do filho de 21 anos para esquartejar e queimar o corpo de chargista

0

A massagista Clarice Silvestre, de 44 anos, presa ontem (24) após confessar ter assassinado o chargista Marcos Antonio Rosa Borges, 54 anos, contou com ajuda do filho João Victor Silvestre, de 21 anos, para esquartejar e queimar o corpo da vítima. A descoberta foi feita durante interrogatório do rapaz, prestado hoje (25), na Delegacia Especializada de Homicídios (DEH).

Juntamente a outro irmão, de 24 anos, ele prestou o depoimento e confessou ter ajudado a mãe após ela, sozinha, ter assassinado Marcos. João Victor foi indiciado por ocultação de cadáver e está à disposição da justiça. O outro jovem foi liberado por não ter havido confirmação de participação.

Clarice contou à polícia que praticou o crime durante discussão por ciúme. Ela teria levado tapas no rosto ao tirar satisfação sobre uma foto que Marcos havia postado em rede social ao lado de uma mulher. Clarisse o jogou da escada e o esfaqueou até a morte. Com auxílio do filho, esquartejou o corpo e colocou as partes em três malas.

Em seguida, os dois chamaram o motorista de um aplicativa e levaram o corpo para casa abandonada no Bairro Tarumã e queimadas. A polícia investiga se o motorista tinha conhecimento do que era levado dentro das malas.

A massagista disse que Marcos era cliente dela e tinham um relacionamento há alguns meses, no entanto, ela queria, mas ele se recusava a assumir o namoro publicamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui