Mato Grosso do Sul já vacinou 18 mil indígenas, 39% do público alvo

0

Mato Grosso do Sul, por meio de um trabalho de parceria entre o Estado, municípios e o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) já imunizou 18.058 indígenas contra a Covid-19 nos 30 municípios que têm aldeias. Esse número representa 39,1% do total imunizável nesta comunidade, considerada prioritária por causa da sua maior vulnerabilidade frente a esta doença.

De acordo com números divulgados pelo DSEI de Mato Grosso do Sul nesta sexta-feira (29), nos quatorze polos-base cordenados pelo Distrito no Estado, as imunizações da comunidade indígena variam de 13,3% (no municípios de Maracaju e Porto Murtinho a 79,1% (em Brasilândia e Corumbá).

“Parabenizamos as equipes do DSEI, coordenadas pelo coronel Joe Jaccenti Júnior, bem como dos municípios, com o apoio de prefeitos e prefeitas, secretários e secretárias municipais de saúde, além de técnicos da Secretaria Estadual de Saúde que não estão medindo esforços, alguns até tendo que desatolar os veículos que transportam as vacinas, por causa das chuvas que caem nas aldeias de nosso Estado”, salientou o secretário estadual de Saúde Geraldo Resende.

Em números absolutos, o município que vacinou o maior número de indígenas foi Dourados: 3.003, de um total de 9.727 vacináveis. Na sequência, vem Miranda, com 2.405 imunizados, de um universo prioritário composto por 5.687 pessoas. Em terceiro lugar, aparece Amambai: 2.167 moradores nas aldeias já receberam o imunizante, do total previsto de 5.713 imunizáveis.

Municípios

O DSEI em Mato Grosso do Sul coordena os polos-base de Antonio João (Municípios de Antonio João, Bela Vista e Ponta Porã); Brasilândia (Brasilândia); Corumbá (Corumbá); Bonito (Maracaju e Porto Murtinho); Amambai (Amambai, Aral Moreira e Coronel Sapucaia); Caarapó (Caarapó, Juti e Laguna Carapã); Paranhos (Paranhos); Tacuru (Tacuru); Bodoquena (Porto Murtinho); Iguatemi (Eldorado, Iguatemi, Japorã e Sete Quedas), Sidrolândia (Dois Irmãos do Buriti e Sidrolândia); Dourados (Douradina, Dourados, Maracaju e Rio Brilhante), Aquidauana (Anastácio, Aquidauana e Nioaque); e Miranda (somente o município de Miranda).

TOTAL NO ESTADO

A Campanha de imunização contra o coronavírus começou em Mato Grosso do Sul vacinou até o momento 44.152 pessoas contra COVID-19 em Mato Grosso do Sul, sendo 24.409 profissionais de saúde, 18.058 indígenas, 1.533 idosos institucionalizados e 152 pessoas com deficiência em residências inclusivas

Os municípios com mais imunizados são Campo Grande com 8.796 doses aplicadas, Dourados com 3.623 pessoas, Amambai com 2.467, Aquidauana com 2.209, Três Lagoas com 1.613, Caarapó com 1.581, Sidrolândia com 1.366, Dois Irmãos do Buriti com 1.338 e Corumbá com 1.335.

Nesta segunda-feira, o Governo de Mato Grosso do Sul irá lançar a plataforma Vacinômetro, onde poderá ser acessado as informações detalhadas referentes a vacinação nos municípios do Estado.

Mato Grosso do Sul distribuiu aos municípios 190,9 mil doses de vacina. O Estado recebeu o primeiro lote com 158,7 mil doses da vacina Coronavac em 18 de janeiro. O segundo lote chegou ao Estado em 24 de janeiro com 22 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford. O terceiro lote chegou ao Estado em 25 de janeiro com 10,2 mil doses da vacina Coronavac produzida no Brasil.

Os municípios estão nessa primeira fase imunizando os idosos com mais de 60 anos que moram em instituições como casas de repouso, pessoas com deficiência em residências inclusivas, além de indígenas e trabalhadores da área da saúde que estão na linha de frente contra a pandemia de Covid-19. Os idosos acima de 80 anos foram incluído no público prioritário da primeira fase desde 29 de janeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui