Mato Grosso do Sul participa de consórcio para compra de 28 milhões de doses de vacina contra Covid-19

0

O Consórcio Brasil Central assinou um acordo com o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) para a compra de 28 milhões de doses da vacina Sputnik. Mato Grosso do Sul é uma das sete unidades da federação participantes.

Para o governador Reinaldo Azambuja, é essencial ampliar a vacinação para vencer a pandemia. “Essa compra é muito importante porque avança, assim que chegar essas doses, a quantidade de pessoas imunizadas em Mato Grosso do Sul e em todos os estados que fazem parte do Brasil Central”, disse o governador, nesta terça-feira (20).

O imunizante contra Covid-19 desenvolvido na Rússia ainda precisa de aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser aplicado no Brasil. A eficácia da Sputnik V, que exige a aplicação de duas doses, é de 91,6%, segundo dados publicados na revista científica “The Lancet”.

A negociação para adquirir as doses da vacina está sendo feita com o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF). A intenção é que a vacina comece a chegar ao País ainda neste semestre.

Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Maranhão e Rondônia participam do grupo. O governador Reinaldo Azambuja já presidiu o consórcio. Hoje, a presidência é do governador do DF, Ibaneis Rocha. Ainda não está definido como as doses serão distribuídas.

Na semana passada, o governador Reinaldo Azambuja visitou a fábrica da Farmacêutica União Química, em Brasília, onde será produzida e fabricada a vacina russa. Acompanhado do secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, e do Procurador-Geral de Justiça, Alexandre Magno Benites, o governador destacou que a nova opção de vacina é um grande avanço no combate à pandemia do coronavírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui