No flagra, DECO prende servidor transportando 300 Kg de maconha em veículo da FUNAI

0

Após levantamentos ininterruptos e minuciosos, equipes da DECO (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado) da Polícia Civil, com vistas a apurar denúncia de tráfico de grande quantidade de entorpecente por meio de veículo oficial, acabou culminando na prisão em flagrante nesta noite (26) do servidor público federal C.P. de M. (54 anos) conduzindo uma camionete oficial L200 TRITON de uso exclusivo e em serviço da Secretaria Especial de Saúde Indígena – SESAI/FUNAI carregada com aproximadamente 300 (trezentos) quilos de maconha, camuflados em isopores e dispostos na carroceria do veículo oficial e cobertos por lona.

O servidor público federal que já conta com quase 30 anos de serviços prestados ao órgão de atenção indígena, tinha como rotina a designação para atendimento de saúde das comunidades indígenas da região de Dourados- MS, que o mantinha por cerca de uma semana na cidade naquela cidade.

Oportunidade em que, aproveitando se dessa situação para durante o período vespertino, deslocar se com o veículo oficial até a fronteira localizada entre Ponta Porã e Pedro Juan Cabalero (Paragua), onde carregava o entorpecente e imediatamente o trazia até Campo Grande, descarregando em local definido e, de imediato, retornava a estrada novamente até Dourados, onde mantinha-se hospedado durante a missão semanal, retomando seus afazeres sem chamar a atenção, modus operandi que mantinha, segundo apurado, semanalmente, prática essa mantida já de longa data e quem vendo sendo apurada pela equipe de investigação.

Constatou-se ainda que o servidor público federal preso, praticava o crime aproveitando-se da facilidade de trafegar pelas rodovias sem abordagens ou mesmo chamar atenção por estar utilizando se de veículo oficial e caracterizado, conduta criminosa essa neutralizada na noite de hoje, pela efetiva abordagem da equipe policial da DECO nas proximidades de Anhadui que culminou na prisão do mesmo.

O entorpecente e o veículo foram conduzidos até a sede da Polícia Federal para a lavratura do auto de prisão em flagrante e demais providências de estilo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui