Nova modalidade: carros são locados para serem vendidos ou trocados por droga nas fronteiras 

0

Além do “tradicional” assalto, quando há uso de violência para subtrair o bem da vítima, bandidos estão migrando para uma nova modalidade, tendo em vista o interesse em veículos. Eles locam os automóveis em empresa privada e os levam para serem vendidos ou comercializados nas fronteiras da Bolívia e Paraguai. 

Nesta quinta-feira (10), policiais rodoviários federais recuperaram duas picapes que fiscalizavam na BR-262, em Corumbá. Tratam-se de uma Fiat/Toro e uma Chevrolet/Tracker, ambos pertenciam a uma locadora de veículos.

O condutor da Fiat/Toro declarou ter pego o carro em Uberlândia (MG) e que deveria entregá-lo em Corumbá. Em troca, receberia R$ 1 mil. Já o motorista da Tracker, disse ter recebido o veículo em São Paulo (SP) e também iria até Corumbá. A Tracker já tinha ocorrência de apropriação indébita.

Os envolvidos foram encaminhados para a Polícia Judiciária local, junto com os veículos.

Fim trágico

No final da semana passada ocorreu um acidente na BR-262, perto de Corumbá, que acabou na morte de três pessoas. Dentre elas, o filho do Advogado Jansen Moussa, de 8 anos de idade, do amigo dele fisioterapeuta José Roberto (Bita) e de Gabriel Silva de Almeida que estava sozinho no outro carro envolvido na batida. 

Na investigação ao acidente, descobriu-se que o Jeep que Gabriel dirigia havia sido locado e cogitou-se a possibilidade de que estivesse indo para a Bolívia entregá-lo a criminosos. A suspeita ainda é apurada. 

Deixe uma resposta