Padre Marinoni celebra 50 anos de sacerdócio neste sábado

0

Padre José Marinoni, Reitor da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), completa neste sábado (25) 50 anos de sacerdócio. Integrante da Congregação Salesiana, fundada por Dom Bosco, ele iniciou o seminário na Itália e, aos 18 anos, sonhando em ser missionário, veio para o Brasil cursar filosofia e teologia. Foi ordenado sacerdote em 1970, na igreja matriz da Paróquia São José, em Campo Grande, sob o lema “Viver o Cristo crucificado e ressuscitado para anunciá-lo”.

“Houve muitas dificuldades, mas não me arrependo, pois sempre contei com o apoio dos meus pais e irmãs, que sempre me incentivam e me acompanhavam, além de muitas outras pessoas ao longo desses 50 anos de sacerdócio. Deus me deu muita saúde, perseverança e o ministério sacerdotal. Só tenho que agradecer a Deus”, destacou o Pe. José Marinoni.

Carismático com os jovens, ele ressalta a necessidade de serem ouvidos. “Ser padre salesiano também me ajudou a estar no meio dos jovens, e ‘a torná-los bons cristãos e honestos cidadãos’, como sempre dizia Dom Bosco, indicando o caminho da catequese, confissão e comunhão com Deus. Sempre procurei me dedicar de corpo e alma em todas as minhas atividades”.

Histórico

Pe. José Marinoni nasceu no dia 7 de outubro em Fenegrò, na Província de Como, situada ao norte da Itália. Após iniciar o seminário, veio para o Brasil como missionário, já com 18 anos. Em Campo Grande, cursou Filosofia e iniciou Pedagogia (1960 a 1963); em São Paulo, cursou Teologia no Instituto Teológico Pio XI (1967 a 1970). Foi ordenado no dia 25 de julho de 1970, em Campo Grande (MS). No dois anos seguintes, já sacerdote, concluiu o curso de Pedagogia (1970 a 1972).

Morou no Colégio Dom Bosco até o final de 1973, onde exercia o cargo de coordenador de estudos. Por dois anos foi diretor do Colégio Salesiano São Gonçalo (Cuiabá-MT). De lá, foi para Meruri, onde assumiu como diretor da Colônia Indígena e, mais tarde, atuou como diretor do Colégio Salesiano de Araçatuba (SP).

Em 1981, retornou a Campo Grande para assumir as funções de diretor geral das Faculdades Unidas Católicas de Mato Grosso (FUCMT) e do Colégio Dom Bosco até o final de 1984.

Nos seis anos seguintes ele assumiu a função de Inspetor da Inspetoria Salesiana Santo Afonso de Ligório, que abrange os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e oeste do estado de São Paulo, cuja sede é Campo Grande. Desde então, tornou-se cidadão brasileiro, sul-mato-grossense e campo-grandense, com títulos oficiais recebidos dos inúmeros ex-alunos, amigos e admiradores do seu trabalho e do trabalho dos salesianos na sua inspetoria.

A Reitoria da Universidade Católica Dom Bosco foi assumida pela primeira vez em outubro de 1993, quando a universidade foi criada, permanecendo por 22 anos consecutivos. Pe. Marinoni retomou o cargo de Reitor oficialmente em fevereiro desde ano (2020).

Já foi membro do Conselho Deliberativo e do Conselho Fiscal do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (Crub), vice-presidente da Associação Brasileira de Escolas Superiores Católicas (Abesc) e o primeiro presidente da Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (Anec), associação que abrange as escolas de ensino fundamental, médio e educação superior, atuando desde o ano de 2007 a 2014.

Em novembro de 2015, Marinoni homenageado com a medalha do Mérito Legislativo, concedida pela Câmara dos Deputados. Ele estava atuando como diretor-executivo das Instituições Universitárias Salesianas da Cisbrasil, em Brasília-DF (2015 – 2019). Em agosto do ano passado também recebeu o título de Doutor _Honoris Causa_, a mais alta honraria concedida pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui