‘Palhaço Sabiá’ reinaugura julgamentos em MS e pega 17 anos de cadeia pelo assassinato da ex-namorada

Palhaço Sabiá na DEAM. Foto: arquivo Top Mídia News

0
Foto: arquivo Top Mídia News

Jesus Ajala da Silva, conhecido como ‘Palhaço Sabiá’ foi condenado nesta quinta-feira a 17 anos de prisão, em regime inicial fechado, pelo assassinato da ex-namorada, a merendeira Silvana Tertuliana Pereira, de 42 anos. O crime ocorreu no dia 9 de janeiro de 2019, no bairro Portal Caiobá, em Campo Grande.

Desde a época, ele estava preso, aguardando a decisão da Justiça. A sessão de julgamento não teve público e foi a primeira realizada pela 1ª Vara do Tribunal do Júri após o período de interrupção dos trabalhos, em consequência da pandemia,

De acordo com a denúncia, o ‘Palhaço Sabiá’ matou a ex a golpes de faca na região do tórax. Ele teria agido por motivo torpe, por não aceitar o término do relacionamento nem o fato de a vítima estar se relacionando com outra pessoa.

Segundo o Tribunal de Justiça, o Conselho de Sentença condenou o réu por homicídio qualificado, por motivo torpe e feminicídio em situação de violência doméstica e familiar, cuja pena foi fixada pelo juiz titular da vara, Carlos Alberto Garcete de Almeida, em 16 anos de reclusão. Além disso, o magistrado fixou a pena de 1 de reclusão e pagamento de 10 dias-multa pelo crime de ocultação de cadáver, o que totaliza 17 anos de reclusão e 10 dias multa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui