Reinaldo Azambuja abre diálogo com os Estados Unidos para investimentos no Pantanal e Rio Taquari

Foto: Chico Ribeiro

0

O governador Reinaldo Azambuja abriu diálogo com os Estados Unidos em busca investimentos internacionais no Pantanal e Bacia do Rio Taquari. A reunião por videoconferência ocorreu nesta sexta-feira (30) com o representante especial do Governo Americano sobre o Clima, John Kerry.

Reinaldo Azambuja foi o representante da região Centro-Oeste no evento e apresentou dois projetos aos americanos: “Renova Taquari” e “Pró Pantanal”. A reunião virtual foi organizada pela Fundação R20 em parceria com os “governadores pelo clima”.

“Na reunião por videoconferência podemos discutir várias ações para mitigação de emissões de gás. Foi uma reunião extremamente produtiva, onde apresentamos os projetos prioritários para o Pantanal, recuperação do Rio Taquari e o nosso programa Estado Carbono Neutro”, descreveu.

O governador citou que Mato Grosso do Sul já tem programas importantes no setor, como o “Estado Carbono Neutro”, que visa neutralizar a emissão de gás de efeito estufa até 2030 no Estado, assim como o “Ilumina Pantanal”, que leva energia para todas as propriedades por meio de placas solares.

Para Bacia do Rio Taquari, o governador destacou que lá ocorreu um dos maiores desastres ambientais do País e que o objetivo é a proteção das matas ciliares e recuperar o local danificado com o assoreamento. “Um dos objetivos é retomar a navegabilidade do rio”.

O projeto apresentado ao governo americano visa promover práticas saudáveis para uso do solo, crescimento da vegetação e estabilização de “voçorocas”. Assim como ampliar atividades econômicas de piscicultura em barragens, atrair empresas com compromisso ambiental e ainda gerar mais de 500 empregos verdes.

Já ao Pantanal a intenção é fazer esta parceria para estimular a recuperação econômica da região, por meio de ações de apoio aos empreendedores locais, economia criativa, fomento às boas práticas na produção de carne sustentável e combate aos incêndios florestais. Também inclui manejo de solos e pastagens, incentivo à agroenergia e valorização da cultura pantaneira.

Reunião internacional

Organizada pela Fundação R20 em parceria com os “governadores pelo clima”, a reunião com o governo americano teve a intenção de iniciar conversas em relação a financiamento de projetos contra o aquecimento global e a favor da preservação do meio ambiente. Foram apresentadas duas propostas por região.

Governador ao lado do secretário Jaime Verruck
Além de Reinaldo Azambuja, apresentam projetos os governadores João Dória (São Paulo), Wellington Dias (Piauí), Eduardo Leite (Rio Grande do Sul), Helder Barbalho (Pará) e Flávio Dino (Maranhão). A apresentação inicial foi feita pelo governador do Espírito Santo, Renato Casagrande.

John Kerry elogiou as apresentações e ao final do encontro designou uma equipe para continuar as tratativas e diálogo com os governadores em relação aos projetos. “Valorizo todas as apresentações que foram boas e sérias. Vamos trabalhar para continuar esta parceria. É um privilégio partilhar estas ideias“, disse ele.

O titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck, que participou da videoconferência ao lado do governador, descreveu que o encontro foi produtivo.

“Resultado extremamente positivo, primeiro pela apresentação de propostas concretas que é o que tem se buscado, ações que possam fazer mitigação em relação aos gases de efeito estufa. Apresentamos nosso projeto de Estado Carbono Neutro, o Pro Pantanal que desenvolve atividades econômicas com sustentabilidade no bioma e o Renova Taquari com recuperação da área”.

 

Deixe uma resposta