Sanesul amplia área de cobertura do esgoto em Jardim com investimento de R$ 6,1 milhões

0
69

A Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) vai investir R$ 6,1 milhões na ampliação do sistema de esgotamento sanitário de Jardim, no Sudoeste do Estado.

As obras irão aumentar significativamente o índice de atendimento à população local com coleta e tratamento de esgoto.

Jardim é uma das 68 cidades atendidas pela Sanesul e conta atualmente com 43% da área de cobertura do esgoto, índice que será praticamente dobrado a partir dos novos investimentos, conforme prevê o plano de investimento.

A ordem de serviço para o início da obra foi assinada no dia 1º deste mês pelo diretor-presidente da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), Renato Marcílio, e pelo diretor de Engenharia e Meio Ambiente da companhia, Leopoldo do Espírito Santo.

O conjunto da obra inclui a execução de 14.412,88 metros de rede coletora de esgoto, 992 ligações domiciliares e melhorias nas estações elevatórias de esgoto bruto C e Major Costa.

A previsão é que a obra esteja concluída num prazo de 18 meses, conforme prevê o contrato assinado entre a Sanesul e a empreiteira.

De acordo com Renato Marcílio, obras de esgoto se traduzem em benefícios para os municípios e para o meio ambiente, porque promovem melhorias ambientais, afastam riscos de doenças e trazem conforto para os moradores.

Além disso, acrescenta Renato Marcílio, a implantação e a ampliação dos sistemas de coleta do esgoto permitem a possibilidade de verticalização das cidades.

“Entre outros benefícios, esses investimentos que a Sanesul está fazendo nas cidades onde opera aumentam os indicadores de saneamento e saúde”, destaca o dirigente.

Para a diretoria da Sanesul, o tratamento de esgoto traz benefícios diretos aos moradores, como a erradicação de doenças, o controle da proliferação de vetores, a melhoria do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e mudanças positivas nos aspectos urbanísticos, com a consequente valorização imobiliária e o crescimento socioeconômico da cidade e da região.

Universalização

Com mais esse investimento em Jardim, o governo de Mato Grosso do Sul dá um importante passo na direção das metas estabelecidas pelo Novo Marco Legal do Saneamento Básico.

Atualmente, o Estado conta com mais de 62% da área de cobertura do esgoto e o desejo do governador Eduardo Riedel é que Mato Grosso do Sul se antecipe ao prazo fixado pela legislação e atinja a universalização do esgotamento sanitário antes de 2033.