Shopping CG implanta novas ferramentas de acessibilidade para deficientes auditivos

0

Na capital de Mato Grosso do Sul, campo grande, a população é de 840 mil habitantes, segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE), desse total o número de pessoas com deficiência auditiva passa de 8 mil. Nesse ano, o Shopping Campo Grande implementou novas ferramentas de acessibilidade à comunidade surda.

 

O shopping conta agora com intérprete de libras que realiza atendimentos no espaço cliente das 14 às 18 horas todos os dias. mas a inovação mesmo foi a compra de um tablete e a instalação de um sistema chamado “hand talk” em que a pessoa com deficiência auditiva e o atendente podem escrever e automaticamente a mensagem é traduzido em libras (língua brasileira de sinais).

 

O mesmo sistema foi implantado no site do shopping, onde qualquer frase escrita, se selecionada, automaticamente será traduzida em libras por um intérprete virtual. A solução é comandada por um personagem chamado Hugo, que oferece recursos complementares ao trabalho do intérprete e auxilia na comunicação.

 

A presença do tablete no sistema, tanto no saque quanto no site, de acordo com superintendente do Shopping Campo Grande, Rodolfo Alves, é importante porque nem sempre o shopping terá funcionário disponível habilitado em libras. A fim de diminuir os impasses foi realizada a contratação, junto ao Sistema AS, de um curso de libras para 30 funcionários de apoio, da administração e de atendimento direto ao público do shopping, a turma vai começar no final de março.

 

A última ação ligada ao atendimento especializado é baseada na divulgação das novas ferramentas, por meio de banners e totens digitais. Desta maneira, dúvidas e sugestões podem ser feitos diretamente no setor, no espaço cliente, localizada no primeiro piso.

 

A respeito de outras acessibilidades, o shopping disponibiliza elevadores com acessos a todos os pisos e banheiros adaptados para pessoas com deficiência visual e física, oferecem cadeiras de rodas para clientes circularem com maior tranquilidade.

 

Pensando em melhorar mais ainda a acessibilidade, estão sendo praticadas, desde dezembro, sessões exclusivas de eventos da praça central, voltados para famílias que possuem filhos com autismo. Nesse tipo de evento o shopping é aberto em momentos não comercial, quando o movimento é reduzido, e o som e as máquinas de limpeza, que fazem barulho, são desligadas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui