Trairagem: homem é condenado a 28 anos de xadrez por matar o “parça”

0

Bruno Bottezel Sanchez foi condenado a 28 anos, 4 meses e 20 dias de reclusão e 33 dias-multa em regime inicial fechado pelo cometimento de quatro roubos a estabelecimentos comerciais em Chapadão do Sul (MS) nos dias 02 e 03 de fevereiro de 2017 e, também, pelo assassinato de seu comparsa, um menor de idade que também praticava os roubos em concurso com o réu e mais dois integrantes.

 

Já o ex-acadêmico de Agronomia da UFMS, Alexandre Silva Ribeiro, foi condenado a 8 anos e 2 meses pelos quatro roubos e deverá cumprir a pena em regime inicialmente fechado.

 

Na acusação feita pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio do Promotor de Justiça Matheus Macedo Cartapatti, foi pedida a condenação de Bruno Bottezel Sanchez pelos quatro crimes de roubo, por homicídio qualificado, por motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima. Em relação a Alexandre Silva Ribeiro, o Promotor de Justiça pediu a condenação pelos quatro crimes de roubo.

 

O julgamento de Bruno e Alexandre durou cerca de 12 horas e foi presidido pelo Juiz da 1ª Vara, Sílvio Prado.

 

O crime

 

De acordo com a denúncia, nos dias 02 e 03 de fevereiro de 2017, quatro estabelecimentos comercias do Município foram roubados por Bruno Bottezel Sanchez, Alexandre Silva Ribeiro e dois adolescentes.

 

No mesmo dia 03 de fevereiro de 2017, após as 21hs, em um matagal nas proximidades do antigo lixão municipal, a vítima menor de idade, que participava dos roubos, recebeu do acusado Bruno Bottezel Sanchez golpes de barra de ferro que lhe causaram a morte porque ela teria perdido o dinheiro do último assalto praticado contra uma farmácia.

 

Com Assecom MPMS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui