Vídeo: “Chicharõ”, político acusado de tráfico internacional sofre atentado em Capitan Bado

0

O suplente de deputado pelo Partido do Colorado Carlos Rubén “Chicharõ” Sánchez Garcete, sofreu um atentado na colônia de Piray do capitão Bado. O político sobreviveu ao ataque depois de se esconder no mato. “Chicharõ” recentemente teve uma disputa com seu irmão prefeito Denilso Sánchez.


Conforme o jornal paraguaio ABC Color noticiou, fontes policiais indicaram que cerca de 10 pessoas fortemente armadas interceptaram o veículo em que Rubén “Chicharõ” Sánchez estava viajando, nas proximidades de Cantera Cue, da colônia de Piray, 50 km distante de capitão Bado e abriram fogo. O político fez uma manobra para escapar, depois abandonou sua camionete para fugir a pé dentro de uma mata.

Escondido, na mata, próximo ao local do atentado, ele pediu ajuda aos policiais de Pedro Juan Caballero e de outros municípios para ser resgatado, informaram os policiais que conversaram com Sánchez. Chicharrõ sofreu ferimentos superficiais, já que seu veículo era blindado.

De acordo com Talavera, Subchefe do departamento de Polícia de Amanbay, o político e suspeito de ligações com o narcotráfico se deslocava em sua camionete Toyota, modelo Fortuner, blindada de Santa Rosa a capitão Bado e estava na companhia de outra pessoa, quando foi forçado a desacelerar quando sentiu a rodas planas. Então o tiroteio começou. Ele disse que não podia confirmar se “Chicharõ” também carregava armas, pois há pouca comunicação com os agentes intervenientes na área.

Rubén “Chicharõ” Sánchez é processado por lavagem de dinheiro e é suspeito de integrar uma suposta rede de corrupção que atua no narcotráfico junto com seus irmãos Ardonio e Denilso Sánchez, o último é prefeito de capitão Bado, com quem ele atualmente mantém uma inimizade.

O prefeito o denunciou porque ameaçou matá-lo. Chicharõ havia chamado seu irmão de inútil e pediu desculpas aos moradores do capitão Bado por ajudá-lo a ser prefeito da região.

No local do ataque foram encontrados pregos miguelito e outros elementos que serviriam para parar o veículo no qual “Chicharõ” estava. Também foram encontrados tambores de combustível. Os supostos atacantes aparentemente se mobilizaram em uma camionete cinza, mas a marca e outras características são desconhecidas no momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui