Vídeo: Policiais militares atingem estudantes em protesto contra escolas cívico-militares na Alesp

0
166
Screenshot

ISeis jovens, detidos pela Polícia Militar na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) durante a votação do projeto de criação de escolas cívico-militares, foram liberados na manhã desta quarta-feira (22) após audiência de custódia. Os detidos, com idades entre 18 e 20 anos, irão responder em liberdade por associação criminosa, resistência, lesão corporal, desacato e corrupção de menores.

Além dos seis jovens, dois adolescentes também foram apreendidos durante o protesto e liberados na tarde de terça-feira (21). Os detidos foram levados pela polícia quando tentavam entrar no plenário da Alesp durante o intervalo da sessão de votação do projeto, que foi aprovado com 54 votos favoráveis e 21 contrários.

O projeto de criação de escolas cívico-militares faz parte das iniciativas do governo de Tarcísio de Freitas (Republicanos). O incidente ocorreu em um momento de acalorados debates e manifestações contrárias ao projeto dentro e fora do plenário.