Hugleice, acusado por morte de cunhada em aborto ilegal e de esfaquear a esposa é solto por engano

0

Hugleice da Silva, acusado de esfaquear depois de amarrar a esposa, Mayara Bianca Barbosa Rodrigues, em Rondonópolis (MT), em novembro de 2018, foi posto em liberdade na sexta-feira (28).

Hugleice foi solto após um equívoco do presídio no qual ele estava cumprindo pena, no Mato Grosso, se confundir com o alvará de Mato Grosso do Sul, não visualizando que o detento tinha uma prisão decretada pelo processo do Estado de Mato Grosso. No entanto, o advogado José Roberto da Rosa, intercedeu para que Hugleice se apresente perante a Justiça nas próximas horas.

Histórico

Na época, Hugleice da Silva contou que o homem com quem sua esposa, supostamente o traia antes de esfaqueá-la era um vizinho do casal de Alto Taquari, MT.

Depois de encontrar as mensagens e imagem da mulher com o homem, ele a esfaqueou e fugiu para Mato Grosso do Sul, onde foi preso. O crime ocorreu no dia 18 de novembro de 2018. Mayara é irmã mais velha de Marielly Barbosa, que morreu em 2011 após um aborto malsucedido em Sidrolândia. Na época, quem a levou para fazer o procedimento foi o cunhado Hugleice, com quem tinha um caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui