Auxílio emergencial cai para R$ 300 e terá mais 4 parcelas, diz Bolsonaro

0

Na manhã desta terça-feira, primeiro dia de setembro, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) faz pronunciamento no Palácio do Alvorada sobre o auxílio emergencial, fizando-o em R$300 até dezembro. Cerca de 65 milhões de brasileiros recebem esse auxílio.

Após cinco parcelas de R$600, agora o valor cai pela metade. “Seiscentos é muito para quem paga, no caso o Brasil. E podemos dizer que não é um valor suficiente para todas as necessidades, mas, basicamente, atende.  […] Então, até atendendo à economia, em cima da responsabilidade fiscal, fixar em R$ 300”, disse Bolsonaro em entrevista coletiva.

Passando a palavra para Paulo Guedes, o ministro da Economia afirma que “o presidente não deixou ninguém para trás”, ignorando as 121.381 mortes pelo novo coronavírus. Guedes ainda cita a meritocracia, algo utópico em um país desigual como o Brasil, ainda mais em um cenário de descaso com a vida.

“Com qualidade, com meritocracia, concursos exigentes, promoções por mérito. É importante que estamos com os olhos não só na população brasileira em curto prazo, mas pensando no futuro do Brasil e implementando as reformas”, comentou Guedes.

 

 

Foto: Marcos Corrêa / Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui