Após sete anos de trabalho na PM, cão policial e primeiro K9, se aposenta

0

Os cães, com seu olfato preciso e aguçado auxiliam em investigações, atuando como cães farejadores. O Lion, pastor alemão, que desempenhou essa atividade na Polícia Militar (PM) durante sete anos e foi o 1° K9, agora se aposenta. Em publicação no facebook, a PM agradece ao companheiro de quatro patas e deseja a ele um bom descanso.

A nomenclatura K9 provém da palavra canine, traduzida do inglês: canino. Esse termo se refere aos cães que trabalham conjuntamente às ações da PM. O Lion foi o primeiro patrulheiro K9, sendo também cão farejador.

 

 

 

 

 

 

 

Paulo Rodrigo R. Santos (34) foi condutor de Lion e continua a parceria com o amigo de quatro patas, mas agora em casa. Ele conta que o pastor alemão além de trabalhar como farejador de drogas, também fez apresentações em ações sociais, escolas e eventos.

“O sucesso do trabalho com cães vem da capacidade de interação que esses animais tem com nós seres humanos, há muito tempo sabemos das mais diversas funções que eles foram capazes de desempenhar com o homem, não só na atividade militar, mas nos trabalhos no Campo, assistência social, resgate, dentre outras. Sem dúvidas é muito gratificante pra nós da área, gratificante e prazeroso o convívio com eles”, relata Paulo.

Esse animais trabalham em média oito anos. Se aposentam com essa idade para aproveitarem o restante da vida descansando com saúde e bem estar.

 

 

Fotos: Polícia Militar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui