Assaltante de motorista de aplicativo morre ao confrontar o Choque; carro foi recuperado

0

Um dos marginais que assaltou o motorista de aplicativo, de 35 anos, na madrugada de hoje (5), no Bairro Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande, acabou morrendo em confronto com policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar, na manhã deste sábado, em Terenos.

 

Segundo informações do boletim de ocorrência, equipe do choque realizou abordagem na BR 262, 2km depois do posto da PRF, no entanto, Eryckson Catani da Silva, 31 anos, não respeitou e atirou nos policiais, que revidaram.

 

Ele foi socorrido, porém não resistiu. Não há informações do comparsa.

 

O caso

O motorista de aplicativo está em estado de choque.

 

Conforme registro da ocorrência, o motorista aceitou uma corrida do bairro Nhanhá até o Maria Aparecida Pedrossian. Na ocasião, dois homens entraram no veículo, um negro, magro, casaco branco de capuz, short, e o outro moreno, camiseta azul de estampa e short.

 

Segundo o TopMídiaNews, a vítima disse que trabalhava como motorista de aplicativo há 1 ano e 7 meses e que não desconfiou da ação da dupla ao começar a corrida.

 

“Eles estavam conversando normal, falando que tinha saído do trabalho, mas eu não perguntei onde, no momento que eu encerrei a corrida no Pedrossian, eles anunciaram o assalto e começaram com agressão verbal. Depois amarraram as minhas mãos e pés e também amarraram um cobertor na minha cabeça”, revelou.

 

O carro levado pelos bandidos, um VW Gol, de cor branco, era alugado, segundo o motorista, que agora já não sabe se vai continuar atuando.

 

“Ainda não sei se eu continuo ou paro de rodar, o susto e medo foi muito grande. Toda hora eles estavam falando que iria me matar, com revólver na minha cabeça e barriga”, pontua.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta