Bolso chora com diferença: em Campo Grande, Procon acha gás vendido a R$ 68 e R$ 90

0

Pesquisa realizada pelo Procon Campo Grande entre os dias 11 a 15 de janeiro revela verdadeiro abuso ao consumidor. Botijões de gás de cozinha de 13kg foram encontrados com variação de preço de 32%. 

O levantamento foi realizado após o anúncio da Petrobrás, no dia 6 de janeiro, de um aumento de 6% no preço do Gás Liquifeito de Petróleo (GLP), depois de já ter ocorrido um reajuste de 5% do preço no gás de cozinha em dezembro de 2020.

A pesquisa colheu amostras em 14 distribuidores da Capital. Foram escolhidos estabelecimentos espalhados pelas diversas regiões da cidade. 

Segundo a pesquisa, o maior preço encontrado foi de R$ 90 na região do Monte Castelo e o menor valor na região do Imbirussu, na Vila Serradinho, a R$ 68.

Diante de preços tão elevados e a fim de contribuir com o bolso do consumidor, o Procon dá dicas para economizar o gás de cozinha. Confira:

1) Evite correntes de ar na cozinha;

2) Prefira cozinhar com panelas tampadas;

3) cuide da manutenção do seu fogão – As chamas do gás devem apresentar coloração azulada. A presença de tonalidades amareladas, que sujam o fundo da panela, é sinal de que os queimadores estão sujos ou desregulados, o que aumenta o consumo de gás;

4) Aproveite o vapor da panela onde faz algumas receitas, como o arroz, para cozinhar legumes. Coloque em cima da panela um escorredor metálico que se encaixe bem, disponha os legumes picados dentro e tampe. Os legumes cozinharão no vapor do arroz e você economizará gás e tempo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui