Campo Grande (MS) – O Governo do Estado através da Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD), que tem a frente Carlos Alberto de Assis, lançou no último dia (10) o processo de avaliação de desempenho individual dos servidores públicos do poder executivo de Mato Grosso do Sul.

O Secretário da Pasta, Carlos Alberto de Assis destrinchou sobre o assunto durante entrevista concedida à rádio Capital FM.

Confira abaixo:

Considerada a principal etapa do Programa de Gestão Por Competências e uma ferramenta importante no processo de profissionalização do serviço público, o Plano de Gestão de Desenvolvimento Individual (PGDI) e a Avaliação de Desempenho Individual (ADI) integram o processo de planejamento, acompanhamento, e avaliação de cada servidor, com base na definição de ações de desenvolvimento de cada um, potencializando habilidades e oferecendo qualificação quando houver necessidade.

O que é Gestão Por Competência?

O Governo vai investir no servidor levando ferramentas para que ele possa desempenhar um bom serviço e depois cobrar. O que nos queremos? Valorizar esse servidor como membro de uma sociedade. Valoriza-lo como um bom prestador de serviço. Existe aquela ideia de que o servidor ganha bem e não trabalha. Olha, é o contrario, o servidor trabalha muito, ele é um entusiasta, ele tem ideias, ele quer participar, ele quer melhorar o Estado e muitas vezes, ganha pouco. Então o servidor trabalha muito e ganha pouco! O que nos queremos é investir nesse servidor pra que ele fique motivado, preste um bom serviço para a população e seja reconhecido por seus méritos. Queremos fazer boas entregas à população que paga os seus impostos. Porque o nome já diz “serviço publico”. Nós temos que bem servir ao publico que necessita dos serviços do Governo. O que estamos fazendo? Profissionalizando o serviço público.

Histórico: O programa de Gestão por Competência vem sendo trabalhado pelo Governo do Estado desde 2015. Implantamos o Fórum Dialoga como um canal de comunicação permanente com os representantes dos servidores. Criamos uma Coordenadoria Especial de Gestão de Pessoas que esta a disposição desses representantes, e que foi mapear tudo que era inerente de cada categoria. Então fomos estudar e planejar o que era possível e como poderia avançar. Procuramos formulas em outros estados, o que deu certo e o que não deu certo e criamos a nossa fórmula.

Avanços: Com esse trabalho que já fizemos de melhoria nas tabelas, de correção de distorções de salários e de carreiras, alguns servidores já conquistaram uma média de até 30% de ganho. Isso só mexendo na carreira.

Ciclo de Gestão de Desempenho Individual: Agora servidor público começa a receber investimento em conhecimento através da nossa Escola de Governo. A partir de agora todo servidor publico terá uma meta para ser atingida até o final do ano. Essa meta vai ser estudada dentro da equipe, o chefe imediato junto a sua equipe irão fazer um planejamento de metas que será cobrado e avaliado no final do ano. O servidor público passa a ser promovido a cada três anos mediante essa avaliação anual. Continua a promoção por tempo de serviço que é de 5 anos mas que pode ser adiantado. Por exemplo, em 10 anos que você poderia ser promovido só duas vezes. Agora o servidor pode ser promovido até três vezes nesses dez anos. Há um ganho para esse servidor, e o mais importante que o servidor precisa saber, que isso força o Governo a destravar as tabelas para que realmente essa promoção ocorra. Hoje, muitas vezes ele atinge o tempo, mas a tabela está travada e ele não muda de letra. Com a tabela travada, demora em torno de 6, 7 anos pra acontecer à promoção. Esse assunto ainda será muito debatido, porque a metodologia é nova, e o governador foi corajoso de nesse momento implantar essa gestão por competência, que chega quebrando paradigmas, pois em 40 anos de estado isso nunca foi feito. E nos estamos implementando!

Data Base – Nós estamos conversando diariamente com todas as categorias. Olho no olho, transparente, falando a verdade, buscando avanços de varias formas, porque não é só o aumento do mês de maio. E não estamos deixando de tornar transparente o que acontece nas finanças do estado. O Governo sempre priorizou o pagamento do servidor em dia. A maioria dos sindicatos compreende que o Governo do Estado esta fazendo o máximo para melhorar as condições de trabalho deste servidor. Eles sabem que os R$ 200 de abono, que na época houve polêmica mais que agregou muito, tem servidor que com esse valor acresceu mais de 20% de aumento. Então o Governo manteve o abono e estamos conversando pra ver se há possibilidade, se cabe no financeiro do Governo algum reajuste em maio. Mas isso será tratado na ultima semana de maio, olho no olho, falando a verdade, abrindo as contas do Governo, para que o servidor saiba que nós vamos fazer o máximo. Agora como sempre digo, não adianta oferecer aumento e depois não pagar em dia, não colocar dinheiro na conta do nosso servidor.
Concursos – O Governador Reinaldo Azambuja já autorizou o concurso da Policia Militar. Mas do ato de autorização, até colocar o edital no diário oficial, eu tenho o prazo administrativo. Este é um concurso muito importante, acreditamos que terá mais de 15 mil inscritos. Não podemos fazer esse concurso de qualquer jeito, queremos seriedade, transparência e qualidade. Temos respeito por todos aqueles que dedicam uma vida de estudos para passar num concurso. Estamos finalizando a fase de contratação da empresa que vai realizar o concurso. Este ano o estado completa 40 anos, temos muitos servidores se aposentando e estamos perdendo pessoas de grande conhecimento que estão optando pela aposentadoria. Os concursos que faremos daqui pra frente serão feitos para suprir esses concursados que estão se aposentando. O Governo tem que cuidar disso e ter esse planejamento.

MP com assessoria

Foto: David Majella

1 COMENTÁRIO

  1. O governo do estado do MS, juntamente com o secretário Carlos Alberto de Assis da Secretaria de Administração e Desburocratização estão de parabéns!!!

Deixe uma resposta