Calor em Campo Grande continua em recorde e chance zero de chuva

0

A onda de calor em Campo Grande e outras cidade de Mato Grosso do Sul, que já superou temperatura de décadas atrás, deve ser ainda maior até o dia 9 outubro. Nesse período, o tempo permanece seco, com baixa umidade do ar e sem previsão de chuva. 

Nesta quarta-feira (30) ou amanhã (1º), Campo Grande poderá estabelecer novos recordes históricos de calor. Segundo os registros do INMET, o recorde de calor histórico de Campo Grande é de 40,2°C e foi estabelecido em 15/10/2014, no período de primavera do ano.

A Climatempo prevê que a temperatura em Campo Grande poderá atingir marcas entre 40°C e 41°C até a tarde de 1 de outubro deste ano e o recorde histórico de calor poderá ser batido. 

Na sexta-feira, o calor na Capital deve chegar aos 39ºC e umidade relativa do ar mínima de 11%.

Recorde em MS

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), ontem (29), em Paranaíba, a temperatura de 42,4°C foi o recorde histórico de calor desde 1975, ano de abertura da estação. 

O recorde anterior era de 41,6°C em 30/12/2012. Em nota oficial divulgada ontem, o INMET observou que faltam dados de 1984 a 1992. 

 Outra temperatura marcante neste início desta onda de calor é a de Coxim, no norte do Mato Grosso do Sul, que registrou 42,6°C também na tarde de ontem. Este valor ficou apenas 0,3°C abaixo do recorde histórico de calor que é de 42,9°C, em 15/10/2014.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui