Carlos Videira é reeleito representante do Centro-Oeste no Colégio Nacional de Secretários de Segurança

0

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, Antonio Carlos Videira foi reeleito representante da regional Centro-Oeste no Colégio Nacional de Secretários de Segurança, na chapa do secretário de Segurança Pública do Tocantins, Cristiano Sampaio, que foi reconduzido à presidência do Consesp, em votação por aclamação, realizada nesta quarta-feira (19), em reunião virtual.

 

Também foram eleitos na chapa o vice-presidente do Colégio, coronel da PM Lousimar de Matos Bonates – secretário de Segurança do Amazonas e os representeantes regionais, sendo da regional Norte o delegado da Polícia Federal, Ualame Machado – secretário de Segurança do Pará, da regional Nordeste, o delegado da Polícia Federal, Antônio de Pádua Cavalcanti – secretário de Segurança de Pernambuco, da regional Sudeste, o general João Camilo de Campos – secretário de Segurança de São Paulo e da regional Sul, o delegado da Polícia Civil, Ranolfo Vieira Júnior – secretário de Segurança do Rio Grande do Sul.

 

Como representante da regional Centro-Oeste, o secretário de Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, que é responsável pela articulação e representação dos projetos estratégicos para todos os estados da região e o Distrito Federal, garante que continuará a manter diálogo com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, especialmente junto a Secretaria de Operações Integradas (Seopi), com foco no combate aos crimes transfronteiriços.

 

“Vamos trabalhar para ampliar os acordos de cooperação, com o objetivo de aumentar os recursos do SUSP visando estruturar e fortalecer a segurança pública e, também, ampliar a Operação Hórus no Mato Grosso do Sul e Mato Grosso que fazem fronteiras com outros países, bem como as ações de segurança nos estados com divisas, como é o caso de Goiás e Distrito Federal, que sofrem os impactos das ações criminosas”, destaca.

 

Videira afirma que outra ação à frente da regional Centro-Oeste no Colégio Nacional de Secretários de Segurança, será a potencialização do policiamento preventivo nas áreas rurais dos estados, com a finalidade de desenvolver ações de prevenção e controle da criminalidade e proteção das comunidades rurais. “A ideia é uma modalidade de policiamento preventivo, ostensivo e repressivo, direcionado para a zona rural, para coibir delitos nas propriedades e adjacências”, explica.

 

A ELEIÇÃO

A reunião que elegeu os representantes do Consesp para o próximo biênio, contou com as presenças da nova secretária de Gestão e Ensino em Segurança Pública do Ministério da Justiça, Anta Cristina Melo Santiago, do novo secretário de Operações Integradas, Alfredo de Souza Carrijo e do secretário Nacional de Segurança Pública, Carlos Renato Paim.

 

“Nosso objetivo é chegar aos policiais que estão na ponta e precisam de tecnologia para trabalhar. É uma secretária nova, mas temos programas que têm surtido resultados positivos e agora temos a oportunidade de melhorar os que já existem, além de criar novas ferramentas de trabalho”, observou o titular da Seopi.

 

Já o secretário Nacional de Segurança Pública, destacou o trabalho que vem sendo feito por Cristiano Sampaio à frente do Consesp. “Vem desempenhando um excelente papel à frente desta missão e enquanto presidente, tem buscado fortalecer o colegiado, o que colabora para a integração da Segurança Pública Nacional”, disse.

 

Paim ainda solicitou apoio do Consesp quanto ao fortalecimento das forças de segurança pública, para a implementação de projetos que beneficiem os setores do turismo e agronegócio do Brasil, bem como dos programas de combate ao crime organizado.

 

CONSESP

O Consesp foi formado em abril de 2003, durante a realização do Encontro Nacional de Secretários de Segurança Pública. Ele oferece às secretarias estaduais informações que possam servir de base na formulação de diretrizes e metas em Segurança Pública e divulga ações de sucesso dos estados que possam ser aplicadas por outras unidades da federação.

 

Alinhar as políticas públicas de segurança é o principal objetivo das reuniões. “O colegiado, em suma, representa a união de esforços de todos os secretários para ter uma segurança no país cada vez melhor”, ressaltou Antonio Carlos Videira.

 

PRESIDENTE DO CONSESP

Cristiano Sampaio é formado em Direito pela Universidade Federal da Bahia, delegado da Polícia Federal desde 2003 e foi secretário da Segurança Pública do Distrito Federal até dezembro de 2017. Ele também atuou como superintendente regional da Polícia Federal no Maranhão, coordenador nacional da Segurança da Copa do Mundo 2014 e coordenador da Segurança dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Em 2019 assumiu a cadeira de Secretário da Segurança Pública do Tocantins e posteriormente o cargo de presidente do Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública (Consesp), para o qual foi reconduzido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui