“Caveira”, novo comandante da PMMS quer humanizar instituição

0

Considerado “Caveira” pela determinação, força e garra ao longo dos 25 anos dedicados à Segurança Pública, o coronel Marcos Paulo Gimenez assume nesta sexta-feira (22) o comando da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul. Segundo ele, trabalho humanizado em prol dos cidadãos e dos servidores é o principal projeto enquanto estiver à frente da instituição.

Em entrevista ao Manchete Popular, Marcos Paulo disse que foi com muita alegria e satisfação que recebeu a indicação e se sente “preparado para assumir a missão com o foco nas pessoas”. “Vou desempenhar o meu trabalho sempre pensando no fator humano. Buscar a redução da criminalidade, combatendo os crimes nas ruas em prol da sociedade e conquistar credibilidade à PM. Além disso, ao nosso público interno, que são os nossos policiais, vou buscar capacitação constante. Tenho projetos de implementação de políticas mais eficazes e juntos vamos desenvolver um trabalho otimizado e especializado”, adianta.

Deurico/Capital News

O coronel orgulha-se ao citar participação na fundação do Batalhão de Choque, onde atuou até assumir o comando do Departamento de Operações de Fronteira (DOF), em abril de 2019. “A história do Batalhão de Choque começou em 1999 comigo e mais 33 policiais, posteriormente deu origem ao Batalhão de Operações Especiais (Bope) e hoje contamos com uma grande estrutura e a equipe mais especializada da Segurança Pública em nosso Estado”, comemora.

A passagem de comando será às 10h, no Comando-Geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, via internet devido a medidas de prevenção ao Coronavírus. Marcos Paulo Gimenez vai assumir o lugar do coronel Waldir Ribeiro Acosta que esteve à frente da PM por cinco anos e entra para reserva por tempo de serviço.

Laura Holsback

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui