“Coronafest”: funk, pinga e foguete rolam em festinha clandestina na Capital. Assista ao vídeo

0

Leitor do Manchete Popular enviou vídeo postado por “amigos” numa balada clandestina, realizada na tarde de domingo (12), em Campo Grande. “Gente, as pessoas não têm respeito, responsabilidade, olha aí a quarentena, depois vão querer respirador”, disse o leitor que não quis se identificar, indignado com a atitude dos baladeiros.

Apesar da intensa recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde) para que as pessoas fiquem em casa, ainda acontecem festas com grandes aglomerações. O Brasil marca hoje (13/07) 72.100 mortes pelo novo coronavírus e desde o início da pandemia, grupos por todo o país se reúnem em festas com direito à álcool e narguilé.

A irresponsabilidade desses eventos não gera consequências apenas aos envolvidos diretamente, mas a toda a sociedade. Quanto mais as pessoas se aglomeram e circulam, mais o vírus se espalha, aumentando, assim, o número de infectados pela Covid-19 e diminuindo os leitos hospitalares disponíveis.

O momento requer consciência coletiva, no qual todos precisam fazer sua parte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui