Estratégias de policiamento no centro de Campo Grande devolve tranquilidade a comerciantes e frequentadores

0

O que antes representava medo e frustração aos campo-grandenses, hoje está sob novo panorama. Junto à revitalização, a região central de Campo grande ganhou tranquilidade: investimentos no policiamento alcançaram expressiva redução de crimes, representando segurança aos comerciante, frequentadores e refletindo positivamente na economia do local tido como o “coração da cidade”.

Tenente-Coronel Claudemir de Melo Domingos Braz

Há pouco mais de dois anos no comando do 1º Batalhão da Polícia Militar, responsável pelo policiamento da região, o Tenente-Coronel Claudemir de Melo Domingos Braz comemora a queda em crimes como furto, roubo e tráfico de drogas que, segundo ele, está associada a significativa redução no número de pessoas vivendo em situação de rua.

 

“Na época em que assumi o comando, cerca de 350 pessoas viviam nas ruas. Por meio de parcerias com a prefeitura e outros órgão públicos, temos reduzido este número. Recentemente fizemos operações e encaminhamos para centros de acolhimentos quase 130 pessoas, cuja maioria é usuária e acaba cometendo crimes para sustentar o vício. Tenho orgulho de dizer que não temos hoje meia dúzia de pessoas em situação de rua. Devolvemos para o espaço a ordem pública e o retorno financeiro para seus comerciantes”, destacou.

De acordo com o comandante, no geral, furtos e roubos diminuíram em 40% e tráfico de drogas 80%. Claudemir menciona que outro fator que refletiu no balanço foi a pandemia do coronavírus, já que por prevenção ao contágio a população ficou mais em casa.

Estratégias de segurança

Os número alcançados são resultados de estratégias da segurança pública. Na antiga rodoviária, por exemplo, que antes servia de abrigo a dependentes químicos e palco para crimes, foi instalada em março deste ano uma unidade móvel com equipes de policiais todos os dias, durante as 24 horas.

Paralelo a esse investimento, houve reforço na tropa que faz patrulhamento pelas ruas em motos e viaturas e atua no serviço de inteligência. “Apesar das dificuldades que ainda existem, temos envidados esforços e recebido apoio do Comando Geral com a concessão de recursos materiais e humano”, finaliza o Tenente-Coronel Claudemir.

Laura Holsback

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui