Ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta relata em livro pandemia do coronavírus no Brasil

0

Administrador da saúde brasileira durante pouco mais de um ano, o ex-ministro e médico ortopedista Luiz Henrique Mandetta está produzindo livro sobre o enfrentamento do país à pandemia do coronavírus (Covid-19). A informação foi divulgada em entrevista ao jornal MS1 da TV Morena, nesta segunda-feira (25).

Mandetta declarou a paixão pela escrita e falou da importância em retratar a situação atual que a sociedade como um todo tem passado. Além disso, ele avalia como fundamental existir bibliografia a respeito do tema que tem originado crise mundial, principalmente no Brasil, deixando rastros de desempregos, quedas financeiras, colapsos no atendimento à saúde e luto a milhares de famílias que perderam seus entes para a doença.

“É quase uma ficção científica estarmos em pleno século XXI, falando de uma doença infecciosa da qual a ciência não tem condições de propor tratamento e prevenção, a não ser o isolamento. Acho que isso precisa ser escrito. Como foram os números? Reação da sociedade, dos governantes? A intenção é que isso sirva de estudos futuramente, pois não sabemos se daqui a 100 anos podemos ter situações como essa”, defendeu.

Mandetta citou, ainda, outros tópicos que a obra vai abordar. “Não será um livro apenas de bastidores políticos, vai relatar como foram as tomadas de decisões, o reconhecimento da emergência internacional, a reunião que participei em Genebra, o resgate dos brasileiros em Wuhan. São panos de fundo de uma epidemia que precisam ser retratados para mostrar como o Brasil lidou com a situação”, finalizou.

O ex-ministro da saúde espera “em breve fazer o lançamento”.

Saída do ministério

Luiz Henrique Mandetta foi deputado federal por Mato Grosso do Sul entre 2011 e 2018 e em janeiro de 2019 assumiu o comando do Ministério da Saúde na posse do governo Jair Bolsonaro. No dia 16 de abril deste ano foi demitido após divergências com o presidente quanto à política de isolamento social no período da pandemia de COVID-19.

Números

De acordo com Boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES), até hoje (25), Mato Grosso do Sul tem 1.023 diagnósticos confirmados de Covid-19, com 17 mortes. 245 casos são de Campo Grande.

O Brasil contabilizava até a manhã desta segunda-feira 22.965 mortes em decorrência da Covid-19 e 367.606 casos confirmados, sendo o segundo país no mundo com o maior número de casos, atrás dos Estados Unidos.

Laura Holsback

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui