Forca-tarefa prende delegado e cumpre mandados na casa de Fahd Jamil

0

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) e forças de segurança pública realizam na manhã desta quinta-feira (18), a terceira fase da Operação Omertà, que investiga grupo de extermínio que atuava em Campo Grande e no interior.

A força-tarefa é composta pelo Gaeco com apoio das Corregedorias da PM e a Polícia Civil, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), Batalhão de Choque e do Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras). Há também a participação da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Na Capital já ha informações que houve a prisão do delegado Márcio Obara, ex-titular da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios (DEH). Um outro investigador também seria alvo da operação.

O delegado preso estava sendo investigado na primeira fase da Omertà por receber propina no valor de R$ 100 mil depois do assassinato do estudante Matheus Coutinho Xavier, filho do policial aposentado Paulo Xavier, em abril de 2019.

Já em Ponta Porã, consta que o empresário Fahd Jamil e se seu filho Flávio Jamil seriam os alvos, porém não foram localizados no imóvel.

O Gaeco não divulgou detalhes e nem a quantidade de mandados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui