Fórum no TCE-MS aponta: ‘Brasil perde R$ 41 bilhões anualmente para pilantras’

0

Os números foram revelados pelo subprocurador-geral da República, Nicolao Dino Neto, e também pelo titular do Núcleo de Inteligência da Polícia Federal, delegado Guilherme Guimarães Farias durante o último dia do II Fórum de Direito, Ética e Combate à corrupção, realizado pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul nos dias 4 e 5 de maio em Campo Grande(MS).

Nicolao Dino Neto, atuou como Coordenador da Câmara de Combate à Corrupção do Ministério Público Federal e apresentou números da corrupção no Brasil . Segundo pesquisa, o Brasil perde 41 bilhões de reais todos os anos; o que equivale a 40% do orçamento anual para a saúde pública e seria suficiente para dobrar o número de leitos hospitalares em um ano. “A corrupção é uma via de mão dupla. Só existem corruptos porque temos pessoas que se deixam corromper. E isso tudo começa em um ambiente de permissividade e se estabelece a partir da ‘troca de favores’. É o jogo do toma lá da cá.”

Mesmo diante de tudo isso, o palestrante afirma ser uma pessoa otimista. “A corrupção não é um problema exclusivo do nosso País, é uma preocupação mundial. O que precisamos é de uma reforma política, definições de como será feito o financiamento político, com mecanismos de controle.”

Deixe uma resposta