Homem de 48 anos baleado pelo filho tem morte cerebral e órgãos vão para doações

0
André teve morte cerebral confirmada no sábado.

André Pereira da Silva, 48 anos, baleado na cabeça pelo próprio filho teve morte cerebral e terá os órgãos destinados a doações, conforme desejo da família. O tiro foi disparado por um adolescente, de 16 anos, que teria agido em defesa da mãe, na noite desta quinta-feira (20), em Três Lagoas.

De acordo com o site JP News, após dar entrada na emergência do Hospital Auxiliadora, André foi submetido a exames e diagnosticado com hemorragia intracraniana e dilaceração de massa encefálica. 

Devido a gravidade, médicos chegaram a pedir a transferência do paciente para a Santa Casa de Campo Grande, mas devido a grande demanda por leitos a vaga não apareceu a tempo. 

A morte cerebral foi confirmada neste sábado (22), mas os aparelhos até ontem continuavam mantendo os sinais vitais do corpo de André, pois a família teria manifestado o interesse em doar os órgãos deles. 

A partir desta decisão, a central nacional de captação de órgãos cruza os dados de receptores compatíveis para o recebimento dos órgãos e ai é  elaborada a logística para a captação. 

O caso 

A separação dos pais do adolescente que matou o próprio havia acontecido há quase quatro meses, no entanto André não aceitava o fim do relacionamento e constantemente procurava a ex e a agredia. 

A mãe do garoto contou que na noite de terça-feira (18) André teria ido até o portão da residência armado com um revólver 38  e feito ameaças, descumprindo inclusive medida protetiva.

Não suportando ver a mãe ser agredida, o adolescente teria se desentendido com seu pai por algumas vezes. Na noite desta quinta-feira, André foi novamente ao imóvel e foi recebido pelo filho com o tiro que lhe acertou a testa. 

O menino fugiu do local e deixou o revólver usado no ato de violência, que era do avô. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui